Banner Home
Distribuidora Ribeiro
Só promessa!

Falta de prestígio do deputado Douglas Melo tira de Sete Lagoas pelo menos 40 leitos de UTI

Isso possibilitaria, também, que o comércio da cidade voltasse a funcionar sem estar atrelado ao Programa Minas Consciente

11/07/2020 13h35
Por: Redação

Sete Lagoas segue penalizada pela falta de prestígio do deputado Douglas Melo (MDB) junto ao Governo do Estado. Desde o seu primeiro mandato, em 2014, o parlamentar que representa Sete Lagoas e outras cidades da região não trouxe, via emenda parlamentar, um único centavo para as obras do Hospital Regional, paralisadas há mais de cinco anos.

O projeto original do hospital foi concebido com a previsão de disponibilidade de 226 leitos, sendo 176 de enfermaria, 40 UTIs e 10 leitos semi-intensivos, com foco em urgência e emergência na visão do trauma, do AVC e da cardiologia.

Ou seja: se já estivesse concluído, o Hospital Regional poderia destinar pelo menos 40 leitos de UTI para auxiliar no tratamento da Covid-19 em Sete Lagoas e região. Com os atuais 34 leitos de UTI que o Município já possui (incluindo os dez leitos recentemente entregues pelo prefeito Duílio de Castro), Sete Lagoas teria ao todo 74 leitos de UTI.

Isso possibilitaria, também, que o comércio da cidade voltasse a funcionar sem estar atrelado ao Programa Minas Consciente, do Governo de Minas, por força de liminar da Justiça, mesmo com a taxa de ocupação de leitos se mantendo inferior a 30% desde o início da pandemia.

A falta de prestígio do deputado junto ao Governo do Estado foi sentida, inclusive, durante a inauguração da nova sede do 25º Batalhão de Polícia Militar, no bairro Nova Cidade, há duas semanas, com a ausência do governador Romeu Zema. 

Só na promessa

Outro exemplo da falta de prestígio é que, mesmo sendo anunciado pela terceira vez pelo parlamentar (sempre coincidindo com o início do período eleitoral), o reinício das obras do Hospital Regional ainda não ocorreu. 

Apenas para recordar, o deputado anunciou o reinício das obras em 2016, durante as eleições municipais, alegando que "o governo do estado já garantiu" o hospital. Dois anos depois, em 2018, em sua candidatura para reeleição como deputado estadual, afirmando ser da "base do governador Fernando Pimentel (PT)", investigado por uma série de crimes de corrupção, Douglas Melo voltou a anunciar o hospital regional. Agora, há cerca de três meses, novamente o deputado pratica "estelionato eleitoral", reprometendo a mesma obra pela terceira vez.