Sicoob
Otica Santa Luzia
Homeopatia São Lucas
Escritório Jucema
Forte Vidros
Motociclista use capacete
Torneamento São Geraldo
Cooperlíder Proteção Veicular
Ramses
Breno Campolina
Loctem
Quality Ópticas
Arnaldo Radiadores
Chama!!!
Locmaqfer
Cartão de Todos
Ótima
Helton Vidro Car
Casa da Arte
Digital Graph
Auto Rodas
Ronaldo Cardans
Dinheiro por Jóias
Almix
Evite Queimadas!
Ótica Pontual
IPTU PRORROGADO
apoio

Rodrigo Caetano ratifica apoio a Antonio Mohamed e destaca: 'não somos imbatíveis'

O diretor-executivo do Atlético concedeu entrevista coletiva na manhã desta quinta-feira (12)

12/05/2022 12h08
Por: Redação

Por Itasat

Com apenas uma vitória nos últimos seis jogos na atual temporada, a confiança do torcedor do Atlético na equipe está longe de ser a mesma da adquirida na em 2021, quando, sob comando de Cuca, o alvinegro passou o Natal campeão estadual, do Brasileiro e da Copa do Brasil. Porém, apesar dos tropeços, o argentino Antonio Mohamed segue prestigiado pela diretoria; quem afirma é o executivo Rodrigo Caetano. 

Nesta quinta-feira (12), o 'homem-forte' do Galo concedeu entrevista coletiva e destacou total apoio ao trabalho de El Turco.

“Independentemente dos resultados e de muito do que se 'planta' em redes sociais, enfim, (comentários) não vão entrar no CT. Nossa convicção é de confiança total no trabalho que vem sendo feito, seja pelos resultados, seja pela metodologia e o bom ambiente, apesar dos quatro jogos (seguidos) sem vitória. Pelo grupo, os profissionais e a comissão técnica que temos, vamos nos preparar muito para voltar a vencer e conseguir uma boa sequência de vitórias, que nos deu a conquista do Brasileiro no ano passado”, disse Caetano.

"Temos uma forma um pouco diferente de trabalhar, que é realmente proteger e blindar nosso ambiente de trabalho, temos que manter nossa convicção, independentemente de críticas”, foi além.

Além de mostrar apoio ao treinador, Caetano também pediu um pouco de humildade aos que enxergam o Atlético como um time que não pode perder ou até mesmo empatar. 

"Temos que ter a humildade de entender que nós vamos perder, que nós vamos enfrentar outras grandes equipes. Primeiro passo para poder ganhar é entender que a nossa equipe não é imbatível. É uma ótima equipe, o elenco é praticamente o mesmo, mas nós vamos oscilar no ano. Lembrando que nós estamos liderando a nossa chave na Libertadores, uma chave dificílima, não só pela logística, na qual tem o atual campeão colombiano, campeão equatoriano e um adversário regional", finalizou.