Ramses
Loctem dois
Clinica Dois
Espetbet dois
Cooperlíder Proteção Veicular
Casa da Arte
Espetbet 1
Ronaldo Cardans
Torneamento São Geraldo
Carioca
Arnaldo Radiadores
Espetbet 4
Espetbet
Quality Optcas
Agrotop Novo
Ótima
Sicoob
Espetbet três
Otica Santa Luzia
Homeopatia São Lucas
Escritório Jucema
Forte vidros dois
Digital Graph
Espetbet 6
Ótica Pontual
Dinheiro por Jóias
Auto Rodas
Chama!!!
Breno Campolina
Conhecimento

Produtores da região de Brumadinho querem aprimorar cultivo do milho com encontro na UFSJ em Sete Lagoas

O objetivo é saber mais sobre a cultura do milho, suas exigências e interagir com acadêmicos

19/08/2022 08h50
Por: Redação

Cerca de 40 produtores e trabalhadores da cidade e região de Mário Campos e Sarzedo, em sua maioria olericultores, fruticultores e bovinocultores de leite, estão buscando mais conhecimento sobre a cultura do milho. Um dos caminhos é marcando presença no II Encontro Técnico da Cultura do Milho, promovido pelo Grupo de Estudo em Fitotecnia da Universidade Federal de São João del-Rei (Gefit/UFSJ), em Sete Lagoas. O tema é Implantação de milho silagem com o uso de bioinsumos (manejo para enraizamento, arranque inicial e estabelecimento da lavoura).

O objetivo é saber mais sobre a cultura do milho, suas exigências e interagir com acadêmicos, além de vivenciar e trocar experiências para melhorias no sistema de produção. O encontro também é uma oportunidade de conhecer as tecnologias do setor e nivelar informações, já que muitos dos participantes que abastecem o grande centro consumidor em Belo Horizonte e Região Metropolitana vêm na cultura do milho como alternativa para driblar a redução do consumo de olerícolas folhosas durante o inverno.

 Do milho é possível aproveitar a planta toda, da comercialização das espigas de milho verde à silagem para ser usada na alimentação animal e rotação de cultura. Segundo a agente de desenvolvimento rural e técnica de campo do Sistema FAEMG, Janaina Canaan, “notamos uma redução no consumo de saladas frias nesse período e, assim, o produtor de alfaces, rúcula, agrião, espinafre por exemplo, tende a enfrentar dificuldades de escoar a produção, impactando diretamente no fluxo de caixa, na redução de receita e perdas de produção nos canteiros. Outro fator que impacta negativamente na comercialização de olerícolas folhosas, é o período de férias escolares, que coincide com meses frios. Em função do aumento das viagens nessa época, as famílias acabam evitando a compra de “verduras”, uma vez que são perecíveis ou não possuem um tempo de prateleira estendido”, explicou.

Realizado em parceria com a Associação Brasileira de Milho e Sorgo (ABMS) e Embrapa Milho e Sorgo, o evento será no dia 19 de agosto. Entre 9h e 16h, palestras, debates e estações de campo integram a programação, que será realizada no auditório da Biblioteca e nas plantações do Campus UFSJ Sete Lagoas. A participação é gratuita para produtores e profissionais. Para saber mais, acesse o link abaixo.

 https://www.embrapa.br/busca-de-noticias/-/noticia/72674752/ii-encontro-tecnico-da-cultura-do-milho-sera-realizado-no-proximo-dia-19-de-agosto