Distribuidora Ribeiro
Banner Home
Reforma

Secretário de Fazenda de Minas pede que reforma da Previdência seja analisada 'como um todo'

A proposta que foi enviada deve ser analisada como um todo

30/06/2020 08h33
Por: Ricardo Chaves

Por Itasat

O Secretário de Estado de Fazenda, Gustavo Barbosa, concedeu entrevista na manhã desta terça-feira, para tratar da reforma da Previdência para servidores, encaminhada à Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), e os impactos financeiros do coronavírus nas contas públicas do estado. 

Ele explica que a proposta de reforma previdenciária é válida para servidores civis de todos os poderes. Para os militares, já houve aprovação de outra reforma no Congresso e eles não fazem parte.

Quanto à possibilidade de uma votação fatiada do texto, defendida por parlamentares e entidades sindicais, votando incialmente as alíquotas para cumprir o prazo estabelecido pela União, Barbosa diz que respeita, mas não concorda. "A proposta que foi enviada deve ser analisada como um todo. Mais de 20 estados já fizeram, a União já fez", diz.

De acordo com Barbosa, o rombo nas contas públicas por causa do déficit previdenciário é da casa de R$ 20 bilhões, o que representa um terço da arrecadação do estado.