tia lili topo
No apagar das luzes

Atlético empata com Bragantino com gol de pênalti no último minuto da partida

Empate por 2 a 2 fez o Galo desperdiçar a chance de encostar no líder do Brasileirão

12/01/2021 08h47
Por: Ricardo Chaves

Por Itasat

São Paulo e Flamengo perderam seus jogos nas duas últimas rodadas e o Atlético também estava sendo derrotado pelo Red Bull Bragantino até os 50 minutos do segundo tempo, em Bragança Paulista, quando um pênalti foi visto pelo árbitro de vídeo (VAR) em Guilherme Arana e assinalado pelo juiz de campo. Desta forma, o Galo arrancou o empate por 2 a 2, na noite desta segunda-feira, e minimizou o prejuízo na luta pelo título brasileiro.

O gol do empate atleticano saiu aos 54 minutos dos pés de Hyoran, que converteu a penalidade. No lance da falta dentro da área do Bragantino, o árbitro Caio Max Augusto Vieira não marcou nada. Mas, antes de terminar a partida, o VAR revisou a jogada e viu falta de Ramires em Arana. O jogador do time paulista teria acertado um chute na parte posterior da coxa do lateral atleticano que caiu no gramado. O juiz foi para o monitor e assinalou o pênalti.

Apesar do maior domínio do Atlético no jogo, o Bragantino esteve o tempo todo à frente no placar, graças aos vacilos da defesa do Galo que sofreu com o jogo aéreo do adversário. 

O time da casa abriu o placar com o volante Ryller aos 45 minutos do primeiro tempo de cabeça após cruzamento. O Galo empatou no início da etapa final com Savarino, mas o Bragantino marcou o segundo gol com Edimar, também de cabeça, após escanteio.

Mesmo com o empate no último minuto, o Atlético desperdiçou uma grande oportunidade para reduzir bem a desvantagem para o líder São Paulo, que perdeu os dois últimos jogos que disputou. Agora, o Galo chegou aos 50 pontos, seis atrás do Tricolor, e três a menos que o Internacional, segundo colocado. O Alvinegro tem uma partida a menos.

Agora, o Atlético volta a campo no próximo domingo, às 18h15, para enfrentar o Atlético-GO, no Mineirão, pela 30ª rodada do Brasileirão. Também no domingo, mas às 20h30, o Bragantino vai ao Castelão para pegar o Ceará.

O jogo

O Atlético começou a partida de forma eletrizante, mesmo com o gramado encharcado devido a um temporal que caiu em Bragança Paulista minutos antes do início do jogo. Antes do primeiro minuto, Vargas soltou uma bomba da entrada da área e carimbou o travessão. Um minuto depois, Allan arriscou de longe e obrigou o goleiro Cleiton a cair no cantinho para fazer a defesa.

Mas depois da pressão inicial, o Galo diminuiu o ritmo e passou a ter muitas dificuldades para chegar ao ataque. Tentando lançamentos longos, o time alvinegro errava todas as saídas de bola. Ao tentar sair jogando, a equipe falhava em muitos passes no meio-campo.

Do outro lado, o Bragantino manteve uma postura mais defensiva e encontrava muitas dificuldades para passar do meio-campo, oferecendo nenhum perigo a Everson.

No entanto, em um lance raro de ataque, o Bragantino aproveitou o vacilo do Atlético na marcação e abriu o placar aos 45 minutos do primeiro tempo. Após cruzamento da direita, o volante Ryller apareceu livre na área entre Réver e Guga e deu um leve desvio de cabeça no cantinho. Everson se esticou todo, mas não alcançou a bola.

Na etapa final, o Galo voltou melhor, ficou mais incisivo no ataque e conseguiu empatar aos 10 minutos. Após boa jogada entre Keno e Arana pela esquerda, o lateral cruzou para o meio da área, a bola passou por Vargas, mas não passou por Savarino, que chegou de carrinho empurrando para as redes.

Após o empate, o Atlético seguiu pressionando em busca da virada, mas voltou a sofrer com a bola aérea na defesa e viu o Bragantino ficar à frente no placar novamente. 

O time paulista, que assim como no primeiro tempo ainda não tinha chegado ao gol de Everson, balançou as redes na primeira descida. Após escanteio cobrado por Claudinho, o lateral-esquerdo Edimar subiu na primeira trave e desviou de cabeça no outro canto.

Nos minutos finais, o Atlético teve a chance de empatar quando Sasha recebeu lançamento de Réver e saiu cara a cara com Cleiton, mas o atacante alvinegro deixou a bola bater na canela na corrida e o goleiro do Bragantino defendeu.

Mas no último lance do jogo, Arana caiu na área do Bragantino e o árbitro não marcou nada. No entanto, a jogada foi revisada pelo VAR, que chamou o juiz para ver o lance no monitor. Depois e rever, o pênalti foi assinalado. Hyoran foi para a cobrança e empatou.

Bragantino 2 x 2 Atlético

Bragantino: Red Bull Bragantino: Cleiton; Weverton (Ligger), Léo Ortiz, Fabrício Bruno, Edimar; Raul, Ryller (Ramires) e Claudinho; Helinho (Bruno Tubarão), Cuello (Morato) e Ytalo (Chrigor). Técnico: Maurício Barbieri

Atlético: Everson; Guga, Alonso, Réver e Guilherme Arana; Allan (Nathan), Alan Franco (Jair) e Hyoran; Savarino, Keno e Vargas (Sasha). Técnico: Jorge Sampaoli

Motivo: 29ª rodada do Campeonato Brasileiro

Local: estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista

Data e horário: 11 de janeiro de 2021, segunda-feira, às 20h 

Gols: Ryller (45’/1º), Savarino (10’/2º), Edimar (20’/2º), Hyoran (pênalti - 54’/2º)

Cartão Amarelo: Cuello, Fabrício Bruno, Ligger, Claudinho (Bragantino); Jorge Sampaoli (Atlético)

Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)

Auxiliares: Alessandro Álvaro Rocha de Matos (BA) e Jean Márcio dos Santos (RN)