tia lili topo
só pela esquerda

Galo: Sampaoli admite ‘Kenodependência’ e diz que time precisa encontrar equilíbrio pelos lados

Atacante sempre é muito acionado durante as partidas facilitando a marcação dos adversários

13/01/2021 08h55
Por: Ricardo Chaves

Por Itasat

Há algumas partidas, o Atlético vem sofrendo para variar as jogadas no setor ofensivo que consigam envolver a defesa dos adversários e facilite o trabalho do time nas conclusões ao gol. Na maioria esmagadora das idas do time ao ataque, a bola sempre vai para o lado esquerdo e passa pelos pés do atacante Keno, que ajeita e tenta o cruzamento para a área.

Os constantes acionamentos do camisa 11 tornou o Atlético refém da “Kenodependência”. O técnico Jorge Sampaoli admitiu o problema que isso traz ao time, principalmente quando o atacante está em um dia ruim, como aconteceu no empate por 2 a 2 com o Red Bull Bragantino.

“Keno termina sendo vital em cada jogo. Indubitavelmente, é um jogador que seu nível nos ajuda, mas também temos que encontrar o equilíbrio pela direita para fazer o mesmo que na esquerda”, destacou o treinador referindo-se à necessidade de a equipe trabalhar mais com Savarino pelo lado direito para minimizar a previsibilidade do time no ataque.

Por outro lado, Sampaoli ressaltou que o Atlético deve ser mais criativo ofensivamente, alternando entre os dois lados do campo, contra times que enfrentam o Galo de forma mais defensiva. O treinador exemplificou ao dizer que espera essa postura do Atlético-GO, no próximo domingo, às 18h15, no Mineirão, pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro.

“Essa construção de ataque equiparando as linhas tem a ver com o rival, como o que teremos no domingo que seguramente se fechará muito atrás, não haverá espaço e teremos que ter a criatividade para variar permitindo que a gente vença o jogo”, disse o treinador alvinegro.