Covid Sete Lagoas
Principal 2
Principal 6
Principal 1
Principal 4
Principal 3
Principal 5
irregularidades?

Cruzeiro: Sérgio Rodrigues exalta instalação de comissão para julgar conselheiros

Conselheiros e associados que foram remunerados na gestão de Wagner Pires passarão por julgamento interno

01/05/2021 10h37
Por: Ricardo Chaves

Por Itasat

O presidente do Cruzeiro, Sérgio Santos Rodrigues, comemorou a finalização dos regimentos internos e a instauração de uma comissão para apurar a conduta de conselheiros e associados do clube que foram remunerados na gestão de Wagner Pires de Sá. Eles chegaram a ser expulsos pelo Conselho Gestor, no início de 2020, mas todos conseguiram, via Justiça, recuperar os cargos.

Com a finalização dos regimentos internos, a atual diretoria do Cruzeiro mostra que está determinada em resolver os problemas do clube.

“Olá Nação Azul! Quero dirigir a vocês para dar uma explicação de assuntos que a gente vê em corrente de cobrança sobre a nossa diretoria, sobretudo uma frase que eu falei logo que assumimos ao dizer que seremos implacáveis contra quem lesou o Cruzeiro”, frisou Sérgio Rodrigues em pronunciamento divulgado nas redes sociais do clube.

“Somos a única diretoria que moveu diversas ações e com 100% de sucesso, por enquanto, contra ex-diretores. Através de provas que conseguimos, fomos atrás e continuamos correndo atrás para reparar os prejuízos que foram causados ao Cruzeiro”, ressaltou o presidente.

Para tentar recuperar parte do dinheiro que teria sido retirado do Cruzeiro de forma irregular, a diretoria encabeçada por Sérgio Rodrigues tem feito todos os esforços na Justiça, com o apoio das autoridades. “São oito ações, se não me engano, com ordens de bloqueio que superam milhões de reais. O acompanhamento que a gente faz permanente junto à Polícia Civil e ao processo criminal que corre movido pelo Ministério Público”, destacou Sérgio.

O mandatário celeste explicou que o processo de expulsão dos 29 conselheiros em 2020 foi feito de forma equivocada, pois não passou por uma investigação dentro do próprio clube, o que abriu brecha para que eles recuperassem os postos na Justiça.

Com a finalização da criação dos regimentos internos, os conselheiros poderão ser julgados da forma correta, conforme explicou Sérgio Rodrigues.

“A gente ir sempre vem correndo atrás dessas questões e, às vezes, somos questionados em relação ao julgamento dos conselheiros que foram expulsos na diretoria passada da forma que nós entendemos, processualmente, foi feito da forma equivocada. Desde a campanha na primeira eleição, em maio, eu já defendi e falava isso, que eu acho que todos merecem um julgamento correto, de acordo com a lei e o Estatuto”, disse.

“Para dar essa justiça no julgamento, precisavam editar algumas normas, corrigir algumas comissões internas do Cruzeiro da forma como o Estatuto determina. Então, tem o comitê de ética e o comitê de disciplina, mas eles não tinham regimento interno, que é a forma como esse julgamento deve ser feito para evitar qualquer questionamento depois. Então a gente informa que, com muita satisfação, esse regimento foi finalizado”, completou.

De acordo com Sérgio Rodrigues, o julgamento dos conselheiros será feito à parte da diretoria e do Conselho Deliberativo, que não terão responsabilidade pelas investigações. “Agora, cabe tão somente ao comitê de ética e disciplina dar andamento. Repito, não é uma atribuição da presidência, nem do presidente do Conselho Deliberativo. Agora é uma atribuição 100% deste comitê de disciplina”, finalizou o presidente celeste.