Principal 2
Principal 4
Principal 5
Novo Sete
Principal 3
Principal 1
Sete Lagoas
Principal 6
Mas vão jogar

Jogadores da Seleção criticam Conmebol e dizem: ‘Somos contra a Copa América’

No entanto, atletas afirmaram que não vão se negar a vestir a camisa do Brasil e disputarão o torneio

09/06/2021 09h58
Por: Ricardo Chaves

Por Itasat

Conforme prometido, os jogadores da Seleção Brasileira divulgaram um posicionamento coletivo, após a partida contra o Paraguai, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, sobre a realização da Copa América. Em um texto divulgado simultaneamente nas redes sociais dos atletas, eles criticaram a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) e se mostraram contrários à disputa do torneio em qualquer país neste momento.

“Somos um grupo coeso, porém com ideias distintas. Por diversas razões, sejam elas humanitárias ou de cunho profissional, estamos insatisfeitos com a condução da Copa América pela Conmebol, fosse ela sediada tardiamente no Chile ou mesmo no Brasil”, afirmaram.

Apesar de serem contra a realização da Copa América, os jogadores afirmaram que não vão se negar a vestir a camisa da Seleção Brasileira e disputarão a competição, que começa no próximo domingo no Brasil.

Os atletas fizeram questão de frisar que evitaram tornar o assunto político. “É importante frisar que em nenhum momento quisemos tornar essa discussão política. Somos conscientes da importância da nossa posição, acompanhamos o que é veiculado pela mídia estamos presentes nas redes sociais. Nos manifestamos, também, para evitar que mais notícias falsas envolvendo nossos nomes circulem à revelia dos fatos verdadeiros”, disseram.

Após atingir seis vitórias consecutivas nas Eliminatórias, o Brasil volta as atenções para a estreia na Copa América que será no domingo, às 18h, contra a Venezuela, em Brasília.

Confira o texto completo publicado pelos jogadores da seleção:

Quando nasce um brasileiro, nasce um torcedor. E para os mais de 200 milhões de torcedores escrevemos essa carta para expor nossa opinião quanto a realização da Copa América.

Somos um grupo coeso, porém com ideias distintas. Por diversas razões, sejam elas humanitárias ou de cunho profissional, estamos insatisfeitos com a condução da Copa América pela Conmebol, fosse ela sediada tardiamente no Chile ou mesmo no Brasil.

Todos os fatos recentes nos levam a acreditar em um processo inadequado em sua realização.

É importante frisar que em nenhum momento quisemos tornar essa discussão política. Somos conscientes da importância da nossa posição, acompanhamos o que é veiculado pela mídia estamos presentes nas redes sociais. Nos manifestamos, também, para evitar que mais notícias falsas envolvendo nossos nomes circulem à revelia dos fatos verdadeiros.

Por fim, lembramos que somos trabalhadores, profissionais do futebol. Temos uma missão a cumprir com a histórica camisa verde amarela pentacampeã do mundo. Somos contra a organização da Copa América, mas nunca diremos não à Seleção Brasileira.