Principal 6
novo super
Sete Lagoas
Novo Sete
Principal 5
Anuncio ramises
Principal 2
Principal 3
Principal 4
Principal 1
RELEMBRE

20 anos depois do 11 de Setembro, fotógrafo relembra atentado às Torres Gêmeas em 2001

O fotógrafo carioca João Carlos Volotão estava em casa, em Nova York, quando ficou sabendo do atentado

11/09/2021 09h44
Por: Ricardo Chaves

Por Itasat

O brasileiro vivia mais uma terça-feira há exatos 20 anos quando teve seus afazeres interrompidos por uma notícia urgente que vinha dos Estados Unidos: um avião atingiu um dos prédios do World Trade Center, em Nova York. As cenas de um fato ainda sem muitos detalhes, eram retransmitidas para o mundo, enquanto milhões de pessoas assistiam abismadas às imagens que marcariam suas memórias para sempre. 

No fatídico dia, duas aeronaves colidiram com as torres gêmeas em Nova York e uma terceira com o Pentágono, sede do Departamento de Defesa, perto da capital Washington DC. Um quarto avião possivelmente visava o Capitólio, sede do Congresso, ou a Casa Branca, mas após a intervenção de seus passageiros caiu em uma área rural de Shanksville, na Pensilvânia.

Mas afinal, você se lembra o que estava fazendo em 11 de agosto de 2001?

O fotógrafo carioca João Carlos Volotão estava em casa, em Nova York, quando ficou sabendo do atentado. Em entrevista, ele contou que só acreditou quando o avião atingiu a segunda torre. O instinto de fotógrafo falou mais alto e imediatamente ele se dirigiu ao local para registrar o atentado que marcou o mundo. 

“Quando cheguei em cima da ponte não tinha carro nenhum, mas também você não conseguia botar o pé no chão de tanta gente, tanto é que eu não consegui voltar com o carro. Eu larguei o carro em cima da ponte mesmo, deixei até aberto e pegamos o equipamento e fomos para o rio para fotografar. Depois tive a ideia de tentar pegar uma carona em qualquer barco para atravessar. Eu fui até o local, e eu falo que o tempo que eu atrasei para chegar salvou minha vida, porque quando eu tava ali embaixo que caiu a segunda, eu perdi amigos da imprensa que foram para cobrir a primeira e a segunda caiu em cima deles”, contou o fotógrafo.