Principal 2
novo super
Principal 4
unifem novo
Principal 6
Anuncio ramises
Principal 1
Principal 5
Principal 3
Fala de dirigente

Vice do Galo avisa que clube não será desestabilizado por polêmicas: ‘Vamos vencer no campo’

José Murilo Procópio condenou declarações do vice-presidente geral e jurídico do Flamengo, Rodrigo Dunshee

16/10/2021 10h09
Por: Ricardo Chaves

Por Itasat

O vice-presidente do Atlético, José Murilo Procópio, afirmou que o clube não vai ser desestabilizado por polêmicas criadas por rivais na luta pelo título brasileiro. Em entrevista, o dirigente alvinegro se dirigiu ao vice-presidente geral e jurídico do Flamengo, Rodrigo Dunshee, que deu declarações no Twitter pedindo que a equipe mineira seja punida com a perda de mando de campo devido à suposta “tentativa de invasão da sala do VAR” na vitória sobre o Santos, na última quarta-feira (13), no Mineirão.

“Estamos tranquilos. Esses fatos podem vir a acontecer porque tentam desestabilizar o Atlético, mas o Atlético não será desestabilizado. Temos um elenco muito consciente e estamos como protagonistas. Nós vamos vencer no campo. Estamos muito unidos, todos solidários ao diretor Rodrigo Caetano. Então, vai dar certo, o Atlético vai chegar lá”, afirmou.

Nesta sexta-feira, o Atlético divulgou uma nota de repúdio contra as declarações de Dunshee. O clube alvinegro pediu responsabilidade e chamou de “acusações infundadas”.

A suposta confusão foi relatada pelo árbitro Paulo Roberto Alves Junior na súmula. Durante a partida, o Atlético reclamou de dois pênaltis não marcados no primeiro tempo: um no meio-campista Zaracho e outro no meia-atacante Dylan Borrero.

Diretor de futebol do Galo, Rodrigo Caetano foi citado na súmula como sendo o autor da tentativa de invasão da cabine do VAR, que não chamou o árbitro para rever a jogada no monitor nos dois lances. Paulo Roberto Alves Junior disse o dirigente "deferiu chutes e socos na porta da sala do Árbitro de Vídeo (VAR)". "Seus ladrões, parem de roubar. Nós não aceitaremos isto mais", teria dito. Em entrevista coletiva nessa quinta-feira (14), o dirigente negou com veemência a versão relatada e disse que vai buscar, juridicamente, contestar o documento.

José Murilo Procópio avisou que se o Atlético for denunciado pela Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por causa dos relatos do árbitro do jogo contra o Santos, o clube irá se defender para não ser prejudicado.

“Se o Atlético vier a ser denunciado no Superior Tribunal de Justiça Desportiva, em tempo hábil nós vamos apresentar a nossa defesa e vamos contrariar todos fatos que estão sendo alegados”, finalizou.

Líder do Campeonato Brasileiro, o Atlético soma 56 pontos, 11 a mais que o Flamengo. O time rubro-negro, no entanto, tem dois jogos a menos que o Galo.