Digital Graph
Arnaldo Radiadores
Dinheiro por Jóias
Motociclista use capacete
Ronaldo Cardans
Cooperlíder Proteção Veicular
Ótica Pontual
Sicoob
Homeopatia São Lucas
Quality Ópticas
Ótima
Almix
Auto Rodas
Espetbet três
Ramses
Agrotop 3
Breno Campolina
Torneamento São Geraldo
IPTU PRORROGADO
Otica Santa Luzia
Espetbet
Espetbet dois
Escritório Jucema
Casa da Arte
Loctem
Chama!!!
Locmaqfer
Coronavírus

Coreia do Norte mobiliza Exército em meio à onda de covid-19

Mais de 10 mil profissionais de saúde ajudam a rastrear pacientes

18/05/2022 12h59
Por: Redação

Por EBC

A Coreia do Norte mobilizou seus militares para distribuir medicamentos contra a covid-19 e enviou mais de 10 mil profissionais de saúde para ajudar a rastrear pacientes em potencial enquanto luta contra uma onda de coronavírus, disse a mídia estatal KCNA nesta terça-feira (17).

O país isolado está enfrentando seu primeiro surto reconhecido de covid-19, confirmado na semana passada, alimentando preocupações com uma grande crise devido à falta de vacinas e infraestrutura médica adequada.

A sede de prevenção de epidemias registrou mais 269.510 pessoas com febre, elevando o total para 1,48 milhão, enquanto o número de mortos aumentou de seis para 56 na noite de segunda-feira (16), disse a KCNA, sem especificar quantas pessoas testaram positivo para a covid-19.

O país não iniciou as vacinações em massa e tem capacidade de teste limitada, levantando apreensão de que pode ser difícil avaliar o quanto a doença está se espalhando e verificar o número de casos confirmados e mortes.

"Os números não são confiáveis, mas o grande número de pessoas com febre é preocupante", disse Lee Jae-gap, professor de doenças infecciosas da Escola de Medicina da Universidade Hallym, da Coreia do Sul.

Segundo ele, a contagem de mortes deve aumentar com o tempo, mas Pyongyang pode ficar tentada a manter baixos os números que divulga publicamente para evitar uma crise política.