Espetbet 4
Auto Rodas
Loctem dois
Homeopatia São Lucas
Ronaldo Cardans
Otica Santa Luzia
Loc moral
Espetbet
Digital Graph
Sicoob
Loc moral 3
Ramses
Ótica Pontual
Espetbet 1
Agro loc
Dinheiro por Jóias
Quality Optcas
Cooperlíder Proteção Veicular
Arnaldo Radiadores
Torneamento São Geraldo
Escritório Jucema
Agrotop Novo
Chama!!!
Espetbet 6
Espetbet dois
Ótima
Carioca
Forte vidros dois
Breno Campolina
Espetbet três
Clinica Dois
Câmara dos Deputados

Comissão aprova criação de programa de cooperação pedagógica entre universidades e escolas públicas

Pablo Valadares /Câmara dos Deputados Para Kataguiri, é importante buscar novos modelos de vinculação entre escolas e universidades A Comissão de...

25/11/2022 09h15
Por: Redação
Fonte: Agência Câmara de Notícias
Para Kataguiri, é importante buscar novos modelos de vinculação entre escolas e universidades - (Foto: Pablo Valadares /Câmara dos Deputados)
Para Kataguiri, é importante buscar novos modelos de vinculação entre escolas e universidades - (Foto: Pablo Valadares /Câmara dos Deputados)

A Comissão de Educação da Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei 4236/21, que cria um programa federal de cooperação entre universidades públicas e privadas e instituições públicas de ensino. O objetivo é incentivar o compartilhamento de conhecimentos gerais e específicos.

De autoria do deputado Marcos Soares (União-RJ), a proposta permite que professores e alunos universitários apresentem a instituições de ensino públicas projetos pedagógicos a partir de disciplinas ministradas na universidade, desde que respeitem o plano federal de educação.

O parecer do relator, deputado Kim Kataguiri (União-SP), foi favorável à proposta. O parlamentar cita pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostrando que 79,2% dos estudantes que completam o ensino médio na rede privada ingressam no ensino superior, enquanto na rede pública esse percentual cai para 35,9%.

“Há ainda um alto índice de desistência apontado pelo MEC em cursos superior, que pode ser demonstrado também pelo desconhecimento que alunos possuem dos cursos em que vão cursar”, disse o deputado. “Portanto, a necessidade de buscar novos modelos de vinculação entre escolas e universidades é de extrema e urgente importância para o País”, completou.

Os projetos
De acordo com o texto aprovado, os projetos deverão conter justificativa, objetivo, público alvo, recursos materiais, data de início e fim e os nomes dos autores. A avaliação do projeto será feita pelo corpo diretivo da instituição de ensino e pelos responsáveis pelos alunos, devendo ser aprovado em reunião pela maioria dos presentes.

A participação de membros das universidades nos projetos não configurará vínculo empregatício. O texto, no entanto, permite que alunos universitários aproveitem o certificado emitido pela instituição de ensino para comprovar período de estágio obrigatório.

Tramitação
O projeto será analisado ainda, em caráter conclusivo, pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.