Breno Campolina
Ótima
Espetbet 1
Ronaldo Cardans
Espetbet dois
RR 2023 02
Loctem dois
Espetbet três
Digital Graph
Clinica Dois
Sicoob
Torneamento São Geraldo
Agro loc
Loc moral
Arnaldo Radiadores
Espetbet 6
Espetbet
Ótica Pontual
Loc moral 3
Carioca
Cooperlíder Proteção Veicular
Forte vidros dois
Escritório Jucema
RR MÍDIA 3
Otica Santa Luzia
Auto Rodas
Agrotop Novo
Homeopatia São Lucas
Chama!!!
Ramses
Espetbet 4
Câmara dos Deputados

CCJ aprova inclusão do nome de João Goulart no Livro dos Heróis da Pátria

Arquivo/Presidência da República João Goulart, ex-presidente da República A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara dos...

07/12/2022 20h50
Por: Redação
Fonte: Agência Câmara de Notícias
João Goulart, ex-presidente da República - (Foto: Arquivo/Presidência da República)
João Goulart, ex-presidente da República - (Foto: Arquivo/Presidência da República)

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (7), o Projeto de Lei 1906/15, que inscreve o nome do ex-presidente João Belchior Marques Goulart, o Jango, no Livro dos Heróis da Pátria.

A proposta, de autoria do deputado Pompeo de Mattos (PDT-RS), recebeu parecer favorável do relator, deputado Afonso Motta (PDT-RS). O texto foi analisado em caráter conclusivo e pode seguir ao Senado, a menos que haja recurso para votação pelo Plenário da Câmara.

João Goulart nasceu em 1919, em São Borja (RS). Foi eleito deputado federal em 1950, pelo Partido Trabalhista Brasileiro (PTB). Em 1953, foi nomeado ministro do Trabalho no governo de Getúlio Vargas.

Foi eleito vice-presidente nas eleições de 1955 e de 1960. Em 1961, após a renúncia de Jânio Quadros, assumiu a Presidência da República. Foi deposto em 1964 após um golpe que instalou a ditadura militar no País. Morreu em 1976, aos 57 anos, enquanto estava no exílio na Argentina.

“Foi um grande presidente da Nação, o homem do salário mínimo, o presidente da pacificação, o presidente que preferiu o exílio a ver o derramamento de sangue no Brasil, presidente do carinho, do amor, do respeito, nacionalista, um presidente que orgulhou a todos nós brasileiros”, disse Pompeo de Mattos.

O Livro dos Heróis da Pátria fica guardado no Panteão da Pátria e da Liberdade Tancredo Neves, na Praça dos Três Poderes, em Brasília.

Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei