Loc moral 3
Auto Rodas
Sicoob
Ótima
Forte vidros dois
Loc moral
Quality ópticas
Loctem dois
Espetbet três
Espetbet dois
Carioca
Ramses
Agrotop Novo
Espetbet 6
Agro loc
Clinica Dois
Otica Santa Luzia
Espetbet 4
Espetbet 1
Suzanoo
Espetbet
Digital Graph
Cooperlíder Proteção Veicular
RR 2023 02
Chama!!!
Escritório Jucema
RR MÍDIA 3
Homeopatia São Lucas
Torneamento São Geraldo
Ótica Pontual
Breno Campolina
Esportes

Aberto da Austrália antecipa final de duplas com Stefani e Matos

Brasileiros encaram adversários indianos às 22h desta quinta (26)

26/01/2023 17h55
Por: Redação
Fonte: Agência Brasil
© Divulgação/Tennis Australian
© Divulgação/Tennis Australian

Os organizadores do Aberto da Austrália anteciparam para às 22h (horário de Brasília) desta quinta-feira (26) a final das duplas mistas. O jogo, inicialmente, estava programado para sábado (28). Os brasileiros Luisa Stefani e Rafael Matos buscarão o título inédito em duelo contra os indianos Sania Mirza e Rohan Bopanna.

Medalhista olímpica, a campinense Stefani formou parceria exitosa este ano com gaúcho Matos. Os dois começaram a jogar juntos, no início deste mês, defendendo o Brasil na United  Cup -  competição por equipes, em Brisbane (Austrália).  De lá para cá, venceram todos os jogos – dois no United e quatro no Grand Slam australiano.

Stefani e Matos podem se tornar a primeira dupla mista do Brasil a levantar o troféu em um Grand Slam. Os últimos que disputaram uma final foram Cássio Mota e Cláudia Moreno, que foram vice-campeões.  Em 2016, o país levantou a taça de duplas mistas no Aberto da Austrália com a parceria do mineiro Bruno Soares com a russa Elena Vesnina.

Número 34 no ranking mundial de duplas, Stefani faturou o título de duplas no WTA 500 de Adelaide no último dia 13, ao lado da norte-americana Taylor Towsend.  A brasileira também competiria em Melbourne, no torneio de duplas femininas, ao lado de outra norte-americana:  Caty McNally. A parceira, no entanto, desistiu do torneio, horas antes da estreia, devido a uma lesão.  

Luisa Stefani, de 25 anos, figurava entre as 10 melhores do mundo nas duplas, quando lesionou o joelho direito durante a semifinal do US Open, em setembro de 2021.  A atleta passou por cirurgia e só voltou a competir em setembro do ano passado e conquistou o título logo ao retornar: WTA 250 de Chennai (Índia). Na sequência, até o fim do ano passado, amealhou ainda os títulos WTA 1000 de Guadalajara (México) e WTA 125 de Montevidéu (Uruguai).

Já Rafael Matos (29º no masculino de duplas) estreou no torneio masculino de duplas,   ao lado do espanhol David Vega Hernández, mas eles foram eliminados na estreia.