Forte vidros
Giro Luvas
Rodas
Quality
Breno
Optima seguros
Sicoob
Ótica santa luzia
Loc moral
Torneamento
Loc moral 3
Ótima
Pontual
RR MÍDIA 3
Ramses
Gráfica
RR 2023 02
Chama!!!
Câmara dos Deputados

Ministro do Esporte ressalta importância do apoio de deputados para aumentar orçamento da Pasta

André Fufuca participou de Fórum na Câmara para discutir a construção de políticas públicas para o setor

29/11/2023 19h02
Por: Redação
Fonte: Agência Câmara
Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados
Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados

O deputado licenciado e atual ministro do Esporte André Fufuca participou nesta quarta-feira (29) do 1° Fórum Legislativo do Esporte e indicou que a Pasta tem trabalhando para ampliar o orçamento do esporte nacional, em seus diferentes níveis.

Fufuca citou como exemplo a negociação com o Parlamento e o governo para a derrubada do veto à criação do Fundo Nacional do Esporte, previsto na Lei Geral do Esporte – ao sancionar a lei, o presidente Lula vetou o fundo sob o argumento de que não havia previsão de receitas orçamentárias para sua instituição. O veto ainda não tem data para ser analisado pelo Congresso.

Esporte paralímpico
Outra prioridade do Ministério do Esporte, segundo Fufuca, é o incentivo ao esporte paralímpico. “Quando eu assumi a pasta, o ministério tinha orçamento de 1 milhão para o paradesporto. Eu já coloquei para esse ano dez vezes: nós vamos ter no mínimo R$ 10 milhões para ajudar o paradesporto no ano de 2024”, afirmou.

Nos últimos Jogos Parapanamericanos de Santiago, o Brasil conquistou 343 medalhas, sendo 156 de ouro.

Vice-presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro, o atleta Yohansson Nascimento participou das Paraolimpíadas de Pequim em 2008, Londres em 2012 e Rio de Janeiro em 2016, e conquistou ao todo uma medalha de ouro, três de prata e duas de bronze em atletismo da classe T45, para amputados de membros superiores – Yohansson nasceu sem as duas mãos.

“Onde houver uma criança com deficiência em qualquer lugar do Brasil, eu quero que ela tenha a mesma oportunidade que eu tive e transformar vidas de muitas famílias através do esporte paraolímpico”, disse. “Atualmente, estamos com 67 centros de referência espalhados por todo Brasil, atendemos crianças em idade escolar para que tenham oportunidade de ser incluídas na sociedade.”

Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados

Yohansson Nascimento destacou a importância dos centros de referência para incentivar crianças com deficiência

O presidente do Conselho de Atletas do Comitê Paralímpico Brasileiro, Leomon Moreno, entregou uma das medalhas conquistadas pelo Brasil nos Jogos Parapanamericanos de 2023, realizado em Santiago (Chile). O Brasil terminou em 1º lugar no quadro de medalhas (343). Durante o evento, o ministro ressaltou que 97% dos medalhistas fazem parte do Programa Bolsa-Atleta.

Jogos estudantis
No Fórum Legislativo do Esporte, o 1º vice-presidente da Confederação Brasileira do Desporto Escolar, Robson Aguiar, também chamou a atenção para a importância dos jogos estudantis brasileiros como embriões de atletas profissionais.

O presidente do Comitê Brasileiro de Clubes, Paulo Maciel, concordou e acrescentou a importância dos clubes na formação de atletas.

“O clube no Brasil, hoje, é como se fossem as universidades nos Estados Unidos. O segmento do esporte é formado lá pelos universitários; no Brasil, o segmento é clubístico. 85% dos atletas do Pan tiveram iniciação nos clubes e formação em clubes. Então, isso me orgulha muito”, colocou.

Expectativa
O vice-presidente do Comitê Olímpico do Brasil, Marco Antonio La Porta, acredita em boas surpresas nas Olimpíadas de Paris, no ano que vem, dadas a mudanças no COB ao longo dos anos e no foco de atuação do Ministério do Esporte.

“E isso vai refletir em Paris. Eu não tenho dúvidas que nós estaremos muito prontos para repetir ou melhorar o resultado. Mostramos isso no Panamericano, nossos atletas mostraram isso. O trabalho que nós estamos fazendo aqui só reforça essa esperança.”

Bruno Spada/Câmara dos Deputados

Luiz Lima: "Precisamos ter uma formação educacional adequada"

Educação para o depois
Na opinião do coordenador do fórum, deputado Luiz Lima (PL-RJ), que é presidente da Comissão do Esporte, a Educação também é importante para a formação de atletas e a conscientização para a vida pós-atleta.

“Precisamos ter uma formação educacional adequada, fazendo com que todas essas entidades se unam e façam com que os nossos atletas tenham uma formação para que eles sejam e tenham uma vida pós-atleta”, ressaltou.

Segundo Luiz Lima, essa visão deve estar presente também no Ministério do Esporte, para que sejam criadas janelas de oportunidade para os campeões de hoje continuarem sendo exemplo a crianças e jovens mesmo depois de terem deixado o esporte de alto rendimento.

O evento
O 1° Fórum Legislativo do Esporte é promovido pela Comissão do Esporte da Câmara dos Deputados. A abertura reuniu parlamentares, representantes do governo, atletas e gestores esportivos. O evento tem duração de dois dias.