Banner Home
Distribuidora Ribeiro
Efeito pandemia

Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos de Minas denuncia falta de remédios

Entidade atribui aos hospitais de campanha, a causa da falta de medicamentos

30/06/2020 13h20
Por: Ricardo Chaves

Por Itasat

A Federação de Santas Casas e Hospitais Filantrópicos de Minas denunciam a falta de medicamentos e alertam sobre o risco de as instituições encerrarem suas atividades. A entidade se pronunciou depois que a prefeitura de Montes Claros, no norte de Minas, ameaçou punir a Santa Casa da cidade, caso os sedativos e relaxantes continuem sendo usados somente em pacientes graves diagnosticados com o novo coronavírus. 

O diretor da Santa Casa em Montes Claros, Maurício Sérgio Souza e Silva, diz que é impossível atender à prefeitura "Nós já providenciamos a contra-notificação informando a administração municipal que a falta desses anestésicos é um problema nacional. O Ministério da Saúde está se mobilizado pra resolver essa situação, que é gravíssima. Nosso estoques têm duração para os casos de emergência para termos atendimento para o prazo de 20 dias. Ministério Público Estadual e Federal estão acompanhando e auxiliando os hospitais para resolver isso junto aos fornecedores", afirma.

A presidente da Federassantas, Kátia Rocha, atribui aos hospitais de campanha, a causa da falta de medicamentos "Eu preciso compreender se houve alguma quebra na cadeia de medicamentos. Nos últimos meses nós acompanhamos uma série de aberturas de hospitais de campanha e eles podem ter gerado um desiquilíbrio na cadeia de consumo de medicamentos. O que nós precisamos é compreender esse cenário e entender quando ele volta a normalidade, porque muitas das nossas instituições correm o sério risco de suspender suas atividades", alerta.