Banner Home
Distribuidora Ribeiro
Na mira

Presidente Jair Bolsonaro é orientado a evitar embate com ministro Celso de Mello

Chefe do estado maior ficou contrariado com decisão do ministro do STF, que determinou que ele preste depoimento pessoalmente no inquérito que apura suposta interferência na Polícia Federal

12/09/2020 09h28
Por: Ricardo Chaves

Por Itasat

O presidente, Jair Bolsonaro, é orientado pela ala jurídica do governo federal a evitar embate com o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Celso de Mello. 

Bolsonaro se reuniu com o advogado-geral da União, José Levi, para discutir a decisão que determinou o depoimento presencial dele no inquérito sobre suposta interferência na Polícia Federal.

Apesar de ter ficado contrariado com a decisão do ministro Celso de Mello, que determinou que ele preste depoimento pessoalmente no inquérito que apura suposta interferência na Polícia Federal, após acusação do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro, Bolsonaro foi aconselhado pela ala jurídica do governo a evitar o embate e o confronto com o magistrado.

Lembrando que Celso de Mello vai deixar o STF em novembro, quando se aposenta de forma compulsória e caberá ao presidente Jair bolsonaro a escolha do seu sucessor. A ideia dos aliados do Palácio do Planalto é evitar o embate e encontrar uma nova estratégia para enfrentar o problema.

Caso não recorra, Bolsonaro poderá pedir que o depoimento seja realizado no próprio Palácio do Planalto, como ocorreu com os seus ministros. Participam deste debate interno com o presidente Jair Bolsonaro o advogado-geral da União, José Levy, o ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, e também o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Jorge Oliveira.