Ramses de castro
Justiça do Trabalho

Cruzeiro se aproxima de acordo com Fred; ação de R$ 78 milhões deve cair para R$ 28 milhões

Pelo acordo, o Cruzeiro vai pagar ao centroavante cerca de R$ 25 milhões, de maneira parcelada, a partir de 2022

19/11/2020 11h11
Por: Ricardo Chaves

Por Itasat

A briga na Justiça do Trabalho entre Cruzeiro e Fred está próxima de ter um capítulo final nesta quinta-feira. Isso porque depois de muita conversa as partes caminham para um acordo com um valor bem menor do que o pedido na ação: R$ 78 milhões. Pelo acordo, o Cruzeiro vai pagar ao centroavante cerca de R$ 28 milhões, de maneira parcelada, a partir de 2022.

Segundo apuração, Fred aceitou abrir mão de muita coisa, inclusive alguns valores que o atacante deveria conseguir êxito na ação que move contra o clube por atrasos de salários etc. 

Um outro detalhe é que o valor a ser dividido em algumas parcelas só começará a ser quitado a partir de 2022. No acordo, vai entrar também o valor que o Cruzeiro deve como direito de imagem e assim colocar fim também no processo que existe na Justiça Comum.

Com um passivo trabalhista alto, essa ação de Fred é a que mais preocupa o departamento jurídico do Cruzeiro. A chance de ter uma condenação com um valor grande poderia dificultar ainda mais a vida da instituição. Além disso, caso o clube fosse derrotado, seria acrescido 1º ao mês desde a data inicial da sentença como juros de mora na Justiça do Trabalho. Com o valor de causa é alto, a quantia a ser paga com juros seria considerável. Pegando o valor da causa, na casa dos R$ 78 milhões, só de juros até hoje a soma seria de R$7 milhões. 

Com uma redução na casa de R$ 50 milhões somente nesta ação, mais o que o clube conseguiu reduzir com as dívidas fiscais, a economia alcançada pelo Cruzeiro gira em torno de R$ 200 milhões no passivo da instituição.