Ramses de castro
Coronavírus

Covid avança no estado e duas regiões voltam para onda vermelha do Minas Consciente

Segue o boletim epidemiológico desta quinta-feira, 19 de novembro

19/11/2020 15h16
Por: Ricardo Chaves

Por Ascom Prefeitura

Com uma alta de 0,8% nas notificações de casos suspeitos de Covid-19 nas últimas 24 horas, Sete Lagoas tem hoje 481 pessoas com sintomas gripais sendo monitoradas pela Secretaria Municipal de Saúde e 1.805 pessoas que já tiveram este acompanhamento concluído. Os testes com resultado negativo já somam 11.837 desde o início da pandemia.

De ontem para hoje, 19 novos casos positivos foram confirmados: 14 mulheres e cinco homens. Não há novos óbitos por Covid confirmados. Assim, Sete Lagoas soma 3.485 contaminações desde o início da pandemia, entre eles, 63 óbitos, seis hospitalizados, 99 pessoas em isolamento domiciliar e 3.317 já recuperadas.

Hospitalizados

Entre pacientes de Sete Lagoas e de outras cidades da região, hoje são 24 internados por causas respiratórias, menor número desde o dia 27 de outubro, sendo 12 em leitos de enfermaria e 12 em UTI. Nos leitos de UTI são oito pacientes de Sete Lagoas, dois de Maravilhas, um de Abaeté e um de Pompéu. A taxa de ocupação no SUS e na rede particular se mantém em 19,6%.

No Hospital Municipal há 11 internados (sete em UTI), no Hospital Nossa Senhora das Graças são também 11 internados (em leitos do SUS são quatro em enfermaria e dois em UTI) e no Hospital da Unimed temos dois internados, sendo um em UTI. Não há pacientes internados hoje na UPA. A taxa de ocupação de leitos de UTI Covid do SUS na cidade também se mantém em 19,5%.

Entre os 24 internados, 14 testaram positivo, sendo seis deles de Sete Lagoas e os demais de Cachoeira da Prata, Pompéu, Baldim, Maravilhas, Abaeté, Prudente de Morais e do estado de Tocantins. Há ainda sete pacientes com resultado negativo e três esperando resultados de exames.

Minas Consciente

O Programa Minas Consciente, do Governo de Minas, foi atualizado ontem e quatro macrorregiões mineiras vão regredir. Segundo o Comitê Extraordinário Covid-19, houve aumento de 11% da incidência da doença nos últimos 14 dias no estado. Assim, as regiões Nordeste e Leste passam para a onda vermelha, a mais restritiva, onde somente os serviços essenciais podem funcionar. Já as regiões Leste do Sul e Sudeste retornam para a onda amarela, que permite a abertura de serviços não essenciais com menor risco de contágio.

A região do Vale do Aço permanece na onda amarela. Já as demais demais regiões, incluindo a central, da qual Sete Lagoas faz parte, continuam na onda verde, fase que permite a abertura da maioria dos serviços considerados não essenciais e com alto risco de contágio.

Mesmo assim, fica o alerta para evitar mais contaminações e também a regressão da economia de Sete Lagoas. A vigilância permanente com as medidas de segurança e higiene devem ser mantidas, como o uso de máscara ao sair, a higiene das mãos e o distanciamento social. Dúvidas: 3773-2576 | Denúncias: 153 | Informações: www.setelagoas.mg.gov.br/coronavirus