Principal 5
Principal 1
Principal 3
Principal 2
Principal 4
Principal 6
Prefeitura Sete Lagoas home
Covid Sete Lagoas
Unifem
Paralização

Paralisação e manifesto de caçambeiros ganham força em Sete Lagoas e região

Eles reivindicam 25% sobre o frete do minério e 40% no frete de porta para os terminais multilift e multimodal

25/02/2021 12h45Atualizado há 2 meses
Por: Ricardo Chaves

Por Plantão Regional

Desde o dia 23, terça-feira, motoristas/caçambeiros de transportadoras e siderúrgicas de Sete Lagoas e região paralisaram suas atividades, aderindo a greve dos profissionais que trabalham no transporte do minério de ferro. O vereador Rodrigo Braga (foto), na manhã desta quinta-feira (25), acompanhou manifesto que estava sendo realizado na rotatória de acesso à Sete Lagoas sentido Prudente de Morais, ao final da Av. Múcio José Reis.

Eles reivindicam 25% sobre o frete do minério e 40% no frete de porta para os terminais multilift e multimodal, o mesmo válido para siderúrgicas, transporte de calcário, escória e moinha, entre outros.

“Outra reivindicação é melhorar o tempo de espera para carregar e descarregar, estamos abertos a negociação, nossa categoria pede socorro por causa do descaso que estamos sofrendo há anos pelas siderúrgicas e mineradoras. Sabemos a força que temos e agora nos unimos para usá-la de forma leal e organizada”, afirma Orlando José, representante da categoria na cidade e região.

“Nossa pauta até o momento é essa. Espero que possamos voltar às nossas atividades e fazer o que mais gostamos, que é trabalhar com empenho para que o transporte da nossa região seja forte e reconhecido”, completa Orlando. A manifestação prossegue sem transtornos.