Principal 5
Unifem
Covid Sete Lagoas
Principal 1
Principal 3
Prefeitura Sete Lagoas home
Principal 2
Principal 4
Principal 6
Balanço

CCZ apresenta balanço trimestral de adoções de cães e gatos e de outros serviços

O CCZ apresenta um balanço de serviços prestados no primeiro trimestre de 2021

06/04/2021 08h28
Por: Ricardo Chaves

Por Ascom Prefeitura

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) está vinculado ao setor de epidemiologia da Secretaria Municipal de Saúde e o seu laboratório é referência e realiza exames para 34 municípios da região. Além de cuidar de cães e gatos que estavam em situação de abandono, a unidade também trabalha para que os animais sejam adotados e ganhem um lar. Essa proposta foi reforçada com a criação de uma feira diária que tem atingido grande sucesso.

A feira permanente de adoção do CCZ é realizada no Terminal Urbano do Transporte Coletivo desde fevereiro, de segunda a sexta-feira, de 8h às 16h. A adoção também pode ser realizada diretamente na sede do CCZ. Apenas de janeiro a março foram 193 cães e gatos, entre adultos e filhotes, que encontraram um novo lar. “Uma vez que conseguimos um grande número de adoções, abrimos vagas para novos resgates. Temos uma lista de espera para todos os pedidos. Só no primeiro trimestre deste ano foram 243 animais tirados das ruas. Para se ter ideia, no ano de 2020 inteiro foram 58 resgatados”, explica a coordenadora do CCZ e veterinária Patrícia Silveira.

ATENDIMENTOS DIVERSOS

A gama de serviços oferecidos pelo CCZ é enorme, entre eles: exame de leishmaniose nos cães, exames de esporotricose nos gatos, recolhimento de animais de rua em estado de sofrimento, cadelas e gatas gestantes, adoção de cães e gatos, atendimento para orientações sobre animais sinatrópicos (pombos, escorpiões, barbeiros, morcegos, etc), vigilância da água e exames de dengue.

CASTRAÇÃO

O serviço de castração foi implantado e está funcionando com restrições devido à pandemia. Todo dia 15 de cada mês o site da Prefeitura abre o cadastro de inscrições para novos pedidos. Todos os inscritos são chamados para marcar o dia e horário das cirurgias. “Atualmente o CCZ está conseguindo fazer o dobro da meta de castrações estipuladas pelo Ministério Público de Minas Gerais. Já o Castramóvel começará a atender nos bairros, de maneira itinerante, assim que os protocolos da pandemia do coronavírus permitirem”, esclarece Patrícia Silveira.

NOVA ZOONOSE

Patrícia Silveira alerta que Sete Lagoas vive uma nova zoonose, a chamada Esporotricose. Ela é uma doença cutânea, que tem um fungo como agente etiológico. A transmissão do gato para o homem ocorre por meio da arranhadura, mordida e secreções respiratórias do gato. “Neste caso, o CCZ realiza o exame de forma prioritária. Caso tenha algum gato com feridas, entre em contato e agende o exame e, num prazo máximo de 48 horas, iremos atender”, completa Patrícia Silveira.

A veterinária ainda ressalta que a cidade tem alta incidência de leishmaniose visceral, zoonose que acomete cães e o homem, cuja transmissão ocorre pela picada do mosquito palha. Além dos exames de leishmaniose e recolhimento dos cães positivos, o CCZ implantou este ano o manejo ambiental. “Os agentes estão entrando em todos os domicílios e fazendo um censo com informações sobre as condições dos quintais. Eles orientam os moradores sobre cuidados e como reduzir as condições propícias para a reprodução do mosquito. A equipe do CCZ, em conjunto com outras secretarias do município, tem promovido mutirões de limpeza nos bairros de maior incidência da doença. O mutirão visa a redução da população do inseto vetor da leishmaniose”, finaliza Patrícia Silveira.

O CCZ atua para contribuir com a saúde pública do município, aumentando o número de resgates, facilitando a adoção, controlando a população de cães e gatos, controlando as zoonoses e reduzindo os prazos de realização de exames. Para mais informações, o telefone do CCZ de Sete Lagoas é (31) 3771-5796.