Principal 6
Principal 5
Prefeitura Sete Lagoas home
Principal 4
Principal 2
Covid Sete Lagoas
Unifem
Principal 1
Principal 3
em Entrevista

Mudança feita pelo Ministério da Saúde pode provocar falta de sedativos em Minas, alerta Zema

'Nos preocupa muito, hoje, a falta de sedativos', diz Zema

08/04/2021 09h53
Por: Ricardo Chaves

Por Itasat

Minas Gerais enfrenta situação crítica em razão escassez de sedativos usados na intubação de pacientes graves. O alerta foi feito pelo governador Romeu Zema (Novo) durante entrevista coletiva na manhã desta quinta-feira, na Cidade Administrativa, região Norte de Belo Horizonte. “Estamos correndo o risco de pacientes intubados acordarem porque faltou sedativo”, alertou.

“Nos preocupa muito, hoje, a falta de sedativos. As unidades hospitalares do estado, que sempre trabalharam com estoque de 60 dias ou mais, hoje muitas delas têm estoque para um dia, dois dias, três dias. Isso é muito preocupante”, disse.

Segundo o governador, a deficiência ocorre devido a uma mudança feita pelo Ministério da Saúde, que passou a requisitar administrativamente os insumos junto à indústria. “Até poucas semanas atrás, cada unidade hospitalar fazia o seu pedido diretamente na indústria. Com essa requisição administrativa, o ministério passou a ter acesso a toda produção e ele não tem conseguido distribuir na velocidade adequada”, explicou.

Zema disse que ainda a indústria conseguiu triplicar a produção desse tipo de medicamento, mas o consumo aumentou quase dez vezes.