Anuncio ramises
Principal 6
Sete Lagoas
Novo Sete
Principal 4
Principal 5
Principal 1
novo super
Principal 3
Principal 2
Petrobras

Câmara debate nesta terça alta dos combustíveis e do gás de cozinha: 'Tudo caro', diz Lira

Preço do litro da gasolina já está acima dos R$ 6 em todos os postos de Belo Horizonte

14/09/2021 09h03
Por: Ricardo Chaves

Por Itasat

A disparada dos preços dos combustíveis e de outros produtos da Petrobras, como gás de cozinha, será debatida nesta terça-feira no plenário da Câmara dos Deputados, a partir das 9h. O presidente da Petrobras, Joaquim Silva e Luna, participará do debate.

"Tudo caro: gasolina, diesel, gás de cozinha. O que a Petrobras tem a ver com isso? O plenário vira Comissão Geral para questionar o peso dos preços da empresa no bolso de todos nós. A Petrobras deve ser lembrada: os brasileiros são seus acionistas", disse o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), por meio de suas redes sociais.

O requerimento para a realização do debate foi apresentado pelo deputado Danilo Forte (PSDB-CE) e assinado por líderes e deputados de diversos partidos.

Danilo Forte destaca que o Brasil vive atualmente uma grave crise hídrica, exatamente vinte anos após enfrentar um drástico racionamento de energia. "A crise desencadeada pela escassez de chuvas nas regiões onde estão localizados os reservatórios de hidrelétricas no começo do ano se agrava mais ainda com os atrasos em investimentos de geração e de transmissão", afirma.

Preços em BH

O preço do litro da gasolina já está acima dos R$ 6 em todos os postos de Belo Horizonte, segundo pesquisa do site Mercado Mineiro, que fez um levantamento em 145 postos da capital e da região metropolitana, entre os dias 8 e 10 de setembro.

“Hoje a gasolina varia apenas 7,47%, portanto, não vale a pena o consumidor pesquisar preço. Isso porque quando ele vai de um bairro para outro, atrás de um preço mais barato, ele gasta combustível. O menor preço da gasolina que nós encontramos é de R$ 6,07 e o maior é de R$ 6,52”, explica Feliciano Abreu, diretor do site.

O alto preço da gasolina é uma das maiores queixas da população atualmente e, segundo o site Mercado Mineiro, os aumentos foram expressivos são sucessivos desde o início do ano e, principalmente, no último mês.

No caso do diesel, a variação é maior entre os postos, de 12%. Além disso, desde janeiro o combustível subiu 25%, o que impacta diretamente o preço dos produtos nos supermercados, por exemplo. 

Já o preço do botijão de gás de 13 quilos varia entre R$ 82  e R$ 125 em revendas da Grande BH.