Principal 2
Principal 4
banner topo
outubro rosa
Principal 5
novo super
Principal 3
Principal 6
unifem 1
Principal 1
unifem novo
Anuncio ramises
Urgente!

Secretaria de Saúde volta atrás e mantém vacinação de adolescentes sem comorbidades em MG

A recomendação é que seja aplicada nesta faixa-etária vacinas da Pfizer

17/09/2021 12h50
Por: Ricardo Chaves

Por Itasat

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) voltou atrás e liberou a imunização de adolescentes sem comorbidades contra a Covid-19. A decisão foi tomada após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) afirmar, nessa quinta-feira (16), que a vacinação nesta faixa-etária é segura. A informação foi divulgada pelo secretário Fábio Baccheretti nesta sexta-feira (17). 

Conforme a Anvisa, não existem “evidências” para não imunizar adolescentes de 12 a 17 anos com a vacina da Pfizer. Além disso, o órgão também disse que os benefícios são superiores aos “potenciais riscos”. 

Na quinta-feira, após o Ministério da Saúde recomendar a suspensão da vacinação nesta faixa-etária , a SES anunciou que apenas adolescentes com comorbidades continuariam a receber o imunizante. Porém, após a Anvisa assegurar que a vacinação é segura a pasta voltou atrás na decisão. 

De acordo com dados do Ministério da Saúde, Minas vacinou 1.371 adolescentes com vacinas não recomendadas. No estado, foram aplicadas 683 doses da AstraZeneca, 660 da CoronaVac e 28 da Janssen em pessoas desta faixa-etária. Relacionada à vacina indicada, a Pfizer, 25.481 adolescentes receberam a dose. 

Além disso, o Ministério da Saúde explicou que 1.545 adolescentes apresentaram reações adversas a vacinação, sendo que a maioria apresentou sintomas leves. 

Em Minas Gerais, a SES não soube precisar se existe algum caso de reação adversa e destacou que isso “requer um período maior para avaliação”, pois o processo ocorre de forma manual “com cruzamentos de dados de bases diferentes”. 

Após recebimentos das doses que são enviadas pelo Ministério da Saúde, a pasta distribui as vacinas às Unidades Regionais de Saúde, que depois repassa aos municípios. Cabe a cidade a responsabilidade pela aplicação dos imunizantes.   

Veja a nota na íntegra:

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) esclarece que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) reafirmou nesta quinta-feira (16/9) que a vacina da Pfizer contra a covid-19 é segura para os adolescentes de 12 a 17 anos.

Diante disso, permanecem em vigor as orientações previstas na Deliberação CIB-SUS/MG Nº 3.508, de 3 de Setembro de 2021, que aprova o uso do imunizante da Pfizer para vacinação contra covid-19 de todos os adolescentes de 12 a 17 anos, bem como para dose de reforço no Estado de Minas Gerais.

 É importante ressaltar que a vacinação contra a covid-19 e avanço para esta etapa da campanha depende da disponibilidade de doses da vacina por parte do governo federal.