Principal 4
Principal 6
Principal 3
Principal 2
Principal 1
Anuncio ramises
Principal 5
novo super
unifem novo
Demonstrativo

Cruzeiro vai divulgar balanço do primeiro semestre de 2021 na próxima semana

Documento mostrará se houve aumento ou redução das dívidas do clube

16/10/2021 09h41
Por: Ricardo Chaves

Por Itasat

No início da próxima semana, o Cruzeiro vai divulgar o demonstrativo financeiro do clube relativo aos seis primeiros meses deste ano. A informação foi divulgada pelo presidente celeste Sérgio Santos Rodrigues em um pronunciamento nessa sexta-feira (15), em que tentou explicar justamente os problemas econômicos da Raposa, após a greve iniciada pelos jogadores, que não recebem salários, assim como os funcionários.

De acordo com Sérgio Rodrigues, o balanço financeiro do primeiro semestre de 2021 será divulgado na próxima segunda (18) ou terça-feira (19). Esta será a primeira vez que o Cruzeiro vai liberar as contas do clube no período de seis meses do mesmo ano.

“A gente vai publicar, de forma inédita, o balanço do primeiro semestre de 2021. Um balanço que a gente vai fazer a apresentação dele depois com algumas notas e explicações. Com certeza, ele será dissecado pela mídia especializada e deve ser mesmo”, disse.

Em 2020, a Raposa divulgou um demonstrativo dos cinco primeiros meses (janeiro a maio). Já no fim do ano, soltou um documento com o balancete trimestral referente aos últimos três meses (outubro, novembro e dezembro). Em abril de 2021, o clube publicou as contas completas de todo 2020, como já faz costumeiramente.

Fica a expectativa para saber se haverá aumento ou redução das dívidas do Cruzeiro. O balanço de 2020 apontou que o débito global do clube é de R$ 897 milhões.

A mesma expectativa fica para as dívidas de curto prazo. De acordo com o balanço de 2020, do débito global, 36,5% era para ser quitado no período de um ano. Nas contas de 2019, os valores somavam 77% do total.

Sérgio Rodrigues se mostrou otimista, apesar de o desempenho do time em campo não seja dos melhores, já que o clube caminha para ficar mais um ano na Série B do Campeonato Brasileiro. Desta forma, a arrecadação em 2022 será bem menor, assim como foi nas duas últimas temporadas, o que compromete o pagamento das dívidas.

“Mais uma vez vai ser colocado, não tenho dúvida, o que o Cesar Grafietti, um dos maiores especialistas em economia no futebol do país, falou quando analisou o nosso balanço de 2020. Ele disse que o buraco era muito grande, mas que a gente tem que conter a ansiedade porque o caminho para a gestão é um caminho que a gente está trilhando para que dê certo, embora tenha a gestão do futebol, a gestão do clube e tem a performance desportiva que não está como todos gostariam”, frisou.