Digital Graph
Locmaqfer
Chama!!!
Almix
Cartão de Todos
Ronaldo Cardans
Ótica Pontual
Breno Campolina
Loctem
Ramses
Helton Vidro Car
Escritório Jucema
Casa da Arte
Evite Queimadas!
Quality Ópticas
Auto Rodas
Torneamento São Geraldo
Cooperlíder Proteção Veicular
IPTU PRORROGADO
Forte Vidros
Homeopatia São Lucas
Otica Santa Luzia
Arnaldo Radiadores
Ótima
Dinheiro por Jóias
Motociclista use capacete
Sicoob
condenada

Mineira presa com cocaína na Tailândia é condenada a 9 anos e 6 meses

A jovem foi apreendida em 14 de fevereiro. Advogados vão recorrer da sentença e tentar o 'perdão real'

12/05/2022 12h15
Por: Redação

Por Itasat

A mineira Mary Hellen Coelho Silva, de 22 anos, que está presa na Tailândia foi condenada a 9 anos e seis meses de prisão por tráfico internacional de drogas. A informação foi confirmada, nesta quinta-feira (12/5), por um dos advogados de Mary Hellen, Telêmaco Marrace. 

“Vamos recorrer. Ao contrário do Brasil, a sentença saiu bem rápida. Isso foi muito positivo porque vamos tentar o perdão real”, explicou. O aniversário do rei é comemorado em 28 de julho. 

A jovem foi apreendida em 14 de fevereiro. Mary Hellen morava com a mãe e os irmãos em Pouso Alegre, no Sul de Minas. A irmã da jovem, Mariana, acredita que ela foi enganada sobre a viagem para Bangkok, na Tailândia. A família afirma que ela nunca teve envolvimento com a criminalidade e trabalhava com carteira assinada num restaurante da cidade.

A jovem foi detida quando decolou de Curitiba, no Paraná, e desembarcou na Tailândia com um homem de 27 anos. Cerca de 9 kg de cocaína foram encontrados em um compartimento da mala levada pela dupla. Um terceiro brasileiro, que também decolou de Curitiba, chegou a Bangkok horas depois, levando outros 6 kg de cocaína na bagagem.

Advogados já tínham descartado a pena de morte e a prisão perpétua. “A Tailândia não tem pena de morte prevista para o tráfico de cocaína. A pena é aplicada nos casos de tráfico de ecstasy e/ou heroina”, explicou. 

“Mary Helen foi condenada a 9 anos e 6 meses. Foram divididos em: 2 anos, por crime civil; e 7 anos e 6 meses, por crime penal”, complementou. 

A sentença saiu durante a madrugada e, de acordo com o Telêmaco, outra advogada que integra a equipe de defesa de Mary Hellen foi até a cidade mineira para dar a notícia.