Torneamento São Geraldo
Homeopatia São Lucas
Motociclista use capacete
Chama!!!
Helton Vidro Car
Casa da Arte
IPTU PRORROGADO
Ronaldo Cardans
Forte Vidros
Almix
Ótica Pontual
Arnaldo Radiadores
Otica Santa Luzia
Locmaqfer
Digital Graph
Auto Rodas
Evite Queimadas!
Sicoob
Ramses
Breno Campolina
Cartão de Todos
Escritório Jucema
Loctem
Quality Ópticas
Dinheiro por Jóias
Ótima
Cooperlíder Proteção Veicular
com emoção

Cruzeiro supera Remo nas penalidades e garante vaga nas oitavas da Copa do Brasil

No tempo regulamentar, o time celeste venceu a equipe paraense por 1 a 0 com gol de Edu

13/05/2022 09h22
Por: Redação

Por Itasat

Com muita emoção, o Cruzeiro superou o Remo e está nas oitavas de final da Copa do Brasil. Depois da derrota por 2 a 1 na primeira partida, o time celeste bateu o adversário nesta quinta-feira (12) por 1 a 0 no tempo regulamentar e garantiu uma vaga na próxima fase da competição nacional após as cobranças de pênaltis.

Empurrado pelo torcedor, que lotou o Independência e apoiou o time em todos os momentos, a equipe comandada pelo técnico Paulo Pezzolano buscou o ataque desde o início de jogo e conseguiu criar algumas boas oportunidades, mas o placar só foi alterado na segunda metade da última etapa.

Após as mexidas do treinador uruguaio e principalmente a boa entrada de Daniel Júnior, Edu aproveitou cobrança de escanteio e balançou as redes, forçando o duelo nas cobranças de pênaltis.

Nas penalidades, brilhou a estrela do goleiro Rafael, que pegou quatro penalidades, uma delas impedindo a vitória do Remo, que teve a chance de avançar.

Maior campeão do torneio com seis títulos conquistados na história, a Raposa volta às oitavas de final após três eliminações seguidas nas primeiras fases da Copa do Brasil. No Independência, com a presença de Ronaldo, o torcedor viveu mais uma noite eletrizante na competição tão conhecida pelo clube celeste.

Agora, as atenções do técnico Paulo Pezzolano se voltam mais uma vez para a Série B. Neste domingo (15), às 16h, a Raposa enfrenta o Náutico no Estádio dos Aflitos, no Recife.

O jogo

Precisando do resultado e empurrado pelo torcedor que lotou e fez muito baralho no Independência, o Cruzeiro começou a partida fazendo muita pressão no Remo. Logo nos cinco primeiros minutos, Luvannor e Bidu tiveram boas chances. O atacante parou no goleiro Vinícius e o lateral finalizou por cima do gol.

Com o relógio correndo e o placar inalterado, o time celeste começou demonstrar maior afobação, errando passes e encontrando maior dificuldade para infiltrar na defesa adversária. 

Sem encontrar espaços, Lucas Oliveira apostou na finalização de longe para tentar balançar as redes. Aos 31 minutos, o zagueiro chutou com muita força da intermediária e por pouco a bola não entrou, raspando o travessão.

Assim como no primeiro tempo, o Cruzeiro começou a segunda etapa encurralando o Remo e perdendo oportunidades. Aproveitando rebote do goleiro Vinícuis, Rodolfo teve o gol aberto para abrir o placar, mas chutou por cima. Aos 9 minutos, Edu teve a chance que não costuma desperdiçar após passe de Jajá, mas pegou mal na bola.

Mas o Imperador Azul não costuma perder duas chances na mesma noite. Após cobrança de escanteio e cabeceio de Rafa Silva, o centroavante mandou para o fundo das redes fazendo justiça ao desempenho da Raposa.

Apesar do ímpeto cruzeirense, o gol não saiu e a decisão ficou para as penalidades. No momento decisivo, apareceu Rafael. O goleiro pegou quatro pênaltis e garantiu a vaga para o Cruzeiro.

CRUZEIRO X REMO

Cruzeiro: Rafael Cabral, Zé Ivaldo, Lucas Oliveira e Brock; Geovane (Daniel Júnior), William Oliveira (Canesin), Adriano (Rafa Silva) e Matheus Bidu (Rafael Santos); Jajá, Edu e Luvannor (Rodolfo). Técnico: Paulo Pezzolano

Remo: Vinícius; Kevem (Everton Sena), Daniel Felipe, Marlon e Leonan; Anderson Uchôa, Marciel (Paulinho Curuá) e Albano (Bruno Alves); Erick Flores, Fernandinho (Laílson) e Brenner (Vanílson). Técnico: Paulo Bonamigo 

Gols: Edu (30'2T)

Cartões amarelos: Remo - Marciel, Brenner

Motivo: jogo de volta – terceira fase da Copa do Brasil 

Data: quinta-feira, 12 de maio de 2022 

Horário: 19h30 

Local: Arena Independência, em Belo Horizonte (MG) 

Árbitro: Raphael Claus (SP) 

Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (RJ)