Ronaldo Cardans
Otica Santa Luzia
Cooperlíder Proteção Veicular
Arnaldo Radiadores
Breno Campolina
Auto Rodas
Forte vidros dois
Dinheiro por Jóias
Ótica Pontual
Chama!!!
Carioca
Torneamento São Geraldo
Homeopatia São Lucas
Espetbet 4
Espetbet
Escritório Jucema
Agrotop Novo
Clinica Dois
Sicoob
Ótima
Quality Optcas
Espetbet três
Loctem dois
Casa da Arte
Ramses
Digital Graph
Espetbet 6
Espetbet dois
Espetbet 1
voto útil

Um terço dos eleitores de Ciro admite mudar de voto para Lula vencer no 1º turno

Candidato do PDT tenta desmobilizar campanha pelo "voto útil" no petista e disparou: 'fascismo do PT e do Lula'

15/09/2022 09h33
Por: Redação

Com Itasat

Um em cada três eleitores que manifestaram intenção de votar no candidato Ciro Gomes (PDT) à Presidência da República admitem mudar de voto para eleger Lula (PT) no primeiro turno. A hipótese do chamado "voto útil" foi testada pela pesquisa Genial/Quaest, divulgada nesta quarta-feira (14).

A pesquisa perguntou aos eleitores consultados se eles mudariam seu voto para Lula vencer no 1º turno. No caso de Ciro Gomes, 33% afirmaram que sim e 66% disseram que não - 1% dos eleitores afirmaram não saber ou não responderam, de acordo com a pesquisa. Ciro aparece com 7% das intenções de voto no levantamento.

A pergunta também foi feita aos 4% de eleitores que disseram votar na candidata Simone Tebet (MDB). Nesse caso, a resposta positiva foi menor: 19% dos entrevistados admitiram a hipótese de apoiar Lula ainda no primeiro turno.

Nos últimos dias, Ciro tem tentado desmobilizar a campanha pelo "voto útil" com vídeos compartilhados nas redes sociais e durante seu horário eleitoral na TV.

"Só dois tipos de políticos fazem qualquer negócio para ganhar em primeiro turno: os autoritários e os covardes. Os autoritários porque querem o máximo de poder nas mãos. Os covardes porque temem debater a verdade. Ninguém desse tipo merece governar o Brasil", disse Ciro em um dos vídeos.

Mais cedo, durante agenda de campanha, o pedetista disse que Lula e o PT fazem "terrorismo e fascismo de esquerda" ao pregar que a eleição deve acabar em primeiro turno.

"O fascismo está saindo do bolsonarismo doente para o petismo fanático. É fascismo puro do Lula e do PT, e isso nós temos que derrotar", afirmou durante uma entrevista coletiva em Salvador.

Ciro também comparou a campanha pelo "voto útil" ao célebre vídeo em que a atriz Regina Duarte diz ter medo da vitória do ex-presidente Lula nas eleições de 2002.

"Quando a Regina Duarte fez aquela propaganda dizendo 'eu tenho medo' para degradar a possibilidade do Lula ser candidato, todos nós democratas denunciamos porque isso é terrorismo. Nosso povo humilhado, faminto, não tem sequer o direito de votar no sistema de dois turnos?", questionou.