Espetbet dois
Homeopatia São Lucas
Espetbet
Dinheiro por Jóias
Espetbet 1
Quality Optcas
Cooperlíder Proteção Veicular
Ótima
Otica Santa Luzia
Ótica Pontual
Auto Rodas
Agrotop Novo
Ramses
Espetbet três
Espetbet 4
Forte vidros dois
Escritório Jucema
Espetbet 6
Torneamento São Geraldo
Chama!!!
Sicoob
Ronaldo Cardans
Casa da Arte
Arnaldo Radiadores
Clinica Dois
Carioca
Breno Campolina
Digital Graph
Loctem dois
PRECONCEITO

Pessoa com deficiência revela drama para tirar carteira de habilitação: ‘não temos carro pra gente aleijada’

João* pagou pela prova teórica e prática, mas foi surpreendido por um carro manual. Ao questionar o responsável pela autoescola, foi chamado de 'aleijado' mais de uma vez

16/09/2022 09h34
Por: Redação

Com Itasat

‘Não temos carro pra gente aleijada’'. Foi isso que João* ouviu depois de pagar as provas de legislação e prática em uma autoescola em Juatuba, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. João tem uma deficiência em que o braço esquerdo é menor do que o direito e, por isso, ele precisa da adaptação do carro.

“Fui ao Departamento Estadual de Trânsito (Detran) de Juatuba e, de lá, me encaminharam para o Detran de Belo Horizonte. Fiz um laudo e a prova de legislação. Fui reprovado uma vez. A moça da recepção disse: ‘não desiste que é muito difícil’. Paguei de novo e passei”, disse.

No dia da prova prática, João foi surpreendido por um carro manual. “Nos meus documentos, conta que (preciso) de um carro com câmbio automático e pomo no volante,” contou.

“Foi então que eu reclamei com o suposto dono da autoescola e ele virou pra mim e disse que ‘não mexia com gente aleijada' e que eles não ‘tinham carro pra gente aleijada’”, contou.

A chefe da divisão de habilitação do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Maria Alice de Faria, lamentou o ocorrido.

“É lamentável atender um cidadão de forma pejorativa e até ofensiva. Isso pode até mesmo ser caracterizado como um crime. Não é admissível aos nossos parceiros esse tratamento. Esse mesmo comportamento pode gerar aí pra nós uma apuração no âmbito administrativo”, disse.

Entretanto, segundo ela, o Detran não possui condições de exigir de todos os seus parceiros que eles tenham veículos que atendam todos os tipos de adaptações.

“Mas é obrigação desse parceiro credenciado informar a essa pessoa que o procura e que já está enquadrado como uma pessoa que precisa da adaptação, se ele possui ou não condições de atender esse cidadão”, completou.

*Nome fictício