RR MÍDIA 3
Chama!!!
Coperlidere
Arte

Profissionais da fonoaudiologia usam da criatividade no cuidado infantil

A fonoaudiologia infantil está se beneficiando enormemente do uso da criatividade e da inovação. Com métodos que combinam diversão e terapia, os fo...

28/06/2024 15h51
Por: Redação
Fonte: Agência Dino
Helper Assessoria
Helper Assessoria

A fonoaudiologia infantil no Brasil vem passando por uma revolução criativa, com profissionais adotando abordagens inovadoras para promover o desenvolvimento da comunicação e da linguagem em crianças. Utilizando técnicas lúdicas e personalizadas, os fonoaudiólogos têm buscado resultados significativos, proporcionando um cuidado mais eficaz e prazeroso para os pequenos.

Segundo a Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia (SBFa), o uso da criatividade nos tratamentos tem se mostrado uma ferramenta poderosa para engajar as crianças e facilitar o processo terapêutico. "Abordagens que incorporam brincadeiras, música e jogos não apenas tornam as sessões mais divertidas, mas também estimulam as habilidades de linguagem e comunicação de maneira natural e eficaz", afirma a Dra. Paula Medeiros, presidente da SBFa.

Um exemplo notável dessa inovação é a integração de tecnologia nas sessões de fonoaudiologia. Aplicativos educacionais e jogos interativos estão sendo amplamente utilizados para ajudar as crianças a praticarem sons e palavras de forma divertida. Estudos recentes publicados na revista "Fonoaudiologia Brasil" indicam que crianças que utilizam essas ferramentas demonstram uma melhora mais rápida na articulação e compreensão da linguagem. "A tecnologia é um complemento fantástico para as terapias tradicionais, proporcionando estímulos visuais e auditivos que captam a atenção das crianças", destaca a fonoaudióloga Gislene Marques.

Além da tecnologia, os fonoaudiólogos têm explorado o uso de atividades artísticas, como o teatro e a contação de histórias, para desenvolver a comunicação oral. Essas atividades permitem que as crianças expressem suas emoções e pensamentos de maneira criativa, promovendo a autoconfiança e a interação social. "Quando as crianças participam de atividades como dramatizações ou cantigas, elas se envolvem profundamente, o que facilita o aprendizado e a aplicação das habilidades de fala e linguagem no dia a dia", complementa Gislene.

Outro recurso criativo empregado é o uso de brinquedos terapêuticos especialmente desenvolvidos para estimular habilidades motoras orais. Brinquedos que incentivam a mastigação, a sucção e o sopro ajudam no fortalecimento dos músculos necessários para a fala. "Esses brinquedos são divertidos e, ao mesmo tempo, ajudam a desenvolver as capacidades motoras essenciais para uma boa articulação das palavras", e ainda há a alternativa do livre brincar, proposta realizada pela Helper Assessoria, na busca de promover um ambiente acolhedor, divertido e incentivar o livre brincar, proporcionando às crianças a sensação de estar no "quintal de casa", acrescenta a fonoaudióloga Karina Freitas.

Os resultados positivos dessas abordagens criativas são respaldados por pais e educadores. Segundo uma pesquisa realizada pela Universidade de São Paulo (USP), 85% dos pais de crianças em terapia fonoaudiológica relataram melhorias significativas na comunicação de seus filhos após a introdução de métodos lúdicos e tecnológicos.