Banner Home
Distribuidora Ribeiro
Atlético

Atlético é condenado pela Justiça do Trabalho a pagar R$ 400 mil ao lateral Carlos César

Ficou 8 anos no clube

29/06/2020 11h13
Por: Ricardo Chaves

Por Itasat

A Justiça do Trabalho condenou o Atlético a pagar R$ 400 mil ao lateral direto Carlos César, que defendeu o clube entre 2011 e 2019. A decisão, que atendeu em parte o pedido do jogador, é do dia 15 deste mês e informada nesta segunda-feira. O Atlético ainda pode recorrer. 

Conforme a decisão, o Atlético terá que pagar férias simples relativas aos períodos aquisitivos 2015/2016, 2016/2017, 2017/2018, com o terço constitucional; três dias de saldo de salários, diferenças de gratificações natalinas e férias com o terço, decorrentes da integração das premiações apontadas pelo autor, identificadas nas fichas financeiras como “bicho”, “premiação" e “gratificação”, relativas aos anos 2015, 2016 e 2017, limitadas a 10/11/2017, conforme se apurar em liquidação, a ser realizada com base nos contracheques e fichas financeiras constantes dos autos;  e valores devidos a título de FGTS.

O valor inicial da causa era de R$ 607 mil. A defesa de Carlos Cesar entrou com embargos de declaração para aumentar a condenação e chegar no valor da causa, mas a juíza Sandra Maria Generoso negou.

Em oito anos como jogador do Atlético, Carlos César entrou em campo 101 vezes e marcou 5 gols. Sempre como coadjuvante, foi campeão da Copa Libertadores de 2013 e conquistou quatro campeonatos mineiros.