Distribuidora Ribeiro
Banner Home
Coronavírus

Sete Lagoas recebe 25 novos respiradores no combate ao novo coronavírus

Equipamentos chegaram a cidade na manhã desta segunda

13/07/2020 16h01
Por: Ricardo Chaves

Por Ascom Prefeitura

O Hospital Municipal recebeu, na manhã desta segunda-feira, 13, 25 respiradores comprados pelo Município para a montagem de novos leitos de UTI voltados para pacientes com diagnóstico de Covid-19 na cidade. Serão dez para o Municipal, dez para o HNSG e mais cinco de reserva. "Estamos dando sequência à montagem dos leitos e nos preparando para montar mais dez leitos, mantendo nosso cronograma, tendo ainda mais cinco respiradores que poderão ser instalados no Hospital Municipal ou na UPA, preparando a cidade para receber uma possível demanda de aumento de casos", explica o secretário municipal de Saúde, Dr. Flávio Pimenta.

De acordo com o prefeito Duílio de Castro, os equipamentos foram adquiridos com recursos enviados pelo Governo Federal para o combate à Covid-19 e serão incorporados à estrutura permanente da cidade após o fim da pandemia. "Isso não ocorreria se o Município tivesse optado pela contratação de uma estrutura móvel e temporária de hospital de campanha. Isso é recurso público bem gasto, pois será permanente, mesmo estando hoje com menos de 20% dos nossos leitos ocupados. Com mais dez leitos que vamos inaugurar em breve, essa taxa deve cair para menos de 13% de ocupação", informou o prefeito. O valor por aparelho ficou bem abaixo do praticado em algumas cidades e muito próximo do valor pago pelo Governo do Estado, em torno de R$ 60 mil por equipamento, considerado um dos mais baratos do país.

O prefeito fez questão de agradecer ao empresário José Roberto da Silva, presidente da ACI, vice presidente do Observatório Social de Sete Lagoas e diretor da Sete Lagos Transportes, empresa que gratuitamente transportou os equipamentos de Santa Catarina a Sete Lagoas. "É uma alegria muito grande poder contribuir no combate a esse inimigo invisível. Parabéns ao poder público por esta compra. Esperamos não precisar usá-los e que o comércio possa voltar a reabrir, pois a economia não pode parar", ressaltou o empresário. "Estamos fazendo a nossa parte e esperamos sensibilizar a Justiça para que possamos voltar a flexibilizar o comércio, pois não é justo que os empresários e os trabalhadores paguem um preço tão alto sem necessidade", completou o prefeito.

Boletim

Mais um óbito foi registrado na cidade neste fim de semana, de acordo com o boletim epidemiológico. Uma mulher de 70 anos, que estava internada no Hospital Municipal com diagnóstico positivo de Covid-19, faleceu neste domingo, 12. Com este, sobe para oito o número de óbitos confirmados na cidade. Sete outros óbitos suspeitos já foram descartados por exames desde o início da pandemia.

O número de notificações teve uma alta de 2,6% no fim de semana, o que representa agora 726 pessoas em monitoramento e 1.959 testes descartados. Com mais sete casos confirmados entre sábado e hoje, de cinco mulheres e dois homens, agora são 393 positivos na cidade. Entre eles, além dos oito óbitos, há 50 pessoas se recuperando em isolamento domiciliar, sem complicações, 327 curadas e oito hospitalizadas.

Hospitalizados

Sete Lagoas tem hoje 28 pessoas internadas com Síndrome Respiratória Aguda Grave, sendo 21 delas em enfermaria. Sete leitos de UTI estão ocupados com pacientes com Covid, o que representa 20% da capacidade de leitos de alta complexidade instalados em Sete Lagoas.

Entre os sete pacientes em UTI, são cinco de Sete Lagoas, um de Baldim e um de Pompéu. Dos 28 pacientes internados, 18 já testaram positivo para Covid, sendo oito de Sete Lagoas e os demais de outras cidades da região. Oito pacientes ainda aguardam resultados de exames e dois já tiveram resultado negativo. Dos dez pacientes que estão no Hospital Municipal, três estão em leitos de UTI. No Hospital Nossa Senhora das Graças são quatro em UTI e 12 em enfermaria. No Hospital da Unimed há dois pacientes internados em enfermaria.

Leitos

Em entrevista à imprensa na última quinta-feira, o secretário de Estado da Saúde Carlos Eduardo Amaral confirmou que Minas Gerais está se aproximando do pico da pandemia, previsto para os próximos dias. Durante a coletiva, ele apresentou uma estimativa de demanda de 1.244 leitos de UTI para todo o Estado de Minas Gerais. Com 2% da população de Minas na região de Sete Lagoas, a estimativa proporcional de capacidade instalada na cidade seria de 27 leitos de UTI. Com os dez novos leitos que estão sendo instalados no Hospital Municipal nesta semana, a cidade passa a contar com 44 leitos de UTI exclusivos para Covid, quase o dobro do número estimado pela Secretaria de Estado da Saúde.

Com a aproximação do pico, Carlos Eduardo Amaral reiterou o pedido para as pessoas que puderem ficar em casa, que permaneçam isoladas, e às que realmente precisarem sair, que reforcem o uso de máscara e higienizem as mãos com água e sabão ou álcool em gel. Dúvidas: 3773-2576. Denúncias: 153. Mais informações: www.setelagoas.mg.gov.br.