Distribuidora Ribeiro
Banner Home
Apesar do empate

Cruzeiro: Célio Lúcio faz avaliação positiva e diz que time deixa ‘boa impressão’ para Felipão

Apesar do empate em casa, técnico interino viu evolução na parte psicológica dos jogadores que fez a equipe criar chances de gol

17/10/2020 08h29
Por: Ricardo Chaves

Por Itasat

O auxiliar técnico do Cruzeiro, Célio Lúcio, ficou satisfeito com o rendimento da equipe no empate sem gols com o Juventude, nessa sexta-feira (16), no Mineirão, pela 16ª rodada da Série B do Brasileirão. “Preparando o terreno” para a chegada de Luiz Felipe Scolari, o interino comandou o time à beira do gramado e viu uma evolução dos jogadores nos aspectos psicológico e tático.

Dentro da ideia de jogo que trabalhamos, fiquei muito feliz com a equipe. A equipe evoluiu, principalmente na parte psicológica. É uma equipe mais confiante, com sabedoria de posicionamento daquilo que a gente pretendia no jogo. Faltou, infelizmente, concluir ao gol. Criamos várias chances, com várias defesas do goleiro adversário. Falou só os gols para premiar o que fizemos em Atibaia e colocamos em prática no Mineirão”, disse.

Após dirigir o Cruzeiro em apenas um jogo, Célio Lúcio entrega a equipe para Felipão, que iniciará os trabalhos na próxima segunda-feira (19), em Curitiba, onde irá se encontrar com a delegação e irá comandar o último treino visando à partida contra o Operário, em Ponta Grossa, pela 17ª rodada da Série B.

Na visão de Célio Lúcio, o Cruzeiro deixou uma “boa impressão” para o novo treinador, apenar de ter faltado o gol. “Penso que deixamos uma impressão boa. A equipe evoluiu, se posicionou bem em campo. A estratégia que a gente pretendia contra o Juventude funcionou, principalmente nos espaços que tínhamos para explorar. Infelizmente, faltou o detalhe final de fazer o gol. Nossa luta é muito grande, mas a gente tem que ter fé, acreditar no trabalho, ter confiança. Houve evolução”, destacou.

“O time estava para baixo nas duas últimas partidas e a gente conseguiu resgatar a confiança e a determinação dos atletas nesta partida contra o Juventude. Se a gente ganha, seria muito melhor. Mas deixamos uma grande impressão, a confiança dos jogadores foi muito grande. Acreditaram no modelo de jogo que a gente aplicou na partida e isso nos deixa feliz. Agora é já pensar no próximo, com a chegada do Felipão, para a gente conseguir a vitória o mais rápido possível”, finalizou.

Com o empate em casa, o Cruzeiro chegou ao quarto jogo seguido sem vencer na Série B (duas derrotas e dois empates) e se manteve na penúltima posição, com apenas 13 pontos em 16 jogos.