Ramses de castro
Precaução

Com aumento de casos de covid-19, Minas Gerais para o processo de desativação de leitos

A medida já considera o impacto do aumento de casos no Estado nas últimas semanas

19/11/2020 10h56
Por: Ricardo Chaves

Por Itasat

Com o aumento de registros de casos do novo coronavírus em Minas, o poder público resolveu paralisar o processo de desmobilização de leitos, que já estava em curso. A decisão foi tomada em reunião conjunta de vários entes, realizada nesta quarta-feira (18).

Mesmo com uma taxa de ocupação considerada baixa, de 61% dos leitos de UTI, a estratégia agora é não fechar mais leitos, já se preparando para um possível aumento de internações.

A medida já considera o impacto do aumento de casos no Estado nas últimas semanas, segundo presidente do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Minas (Cosems), Eduardo Luiz da Silva.

"Se essa tendência de aumento for confirmada, essas estruturas hospitalares seriam necessárias para serem novamente reutilizadas. Então, nós continuamos com os leitos mobilizados para que os leitos possam imediatamente ser utilizados pela população", explica.

O presidente do Cosems também não descarta a discussão de medidas mais rígidas para conter o avanço da covid-19, caso os números sigam aumentando.

"Se houver um aumento significativo de casos, claro que as medidas de proteção da sociedade precisam ser repensadas. Mas, isso deve ser repensado de uma forma pactuada, de uma forma ordenada para não trazer maiores prejuízos para o comércio, para indústria e para a economia do Estado", diz.