tia lili topo
Em alta

Gás de cozinha tem disparada nos preços e cozinhar em casa fica ainda mais caro

Depois de diversos produtos dispararem no supermercado, como óleo, arroz, frutas e verduras, agora é a vez do gás de cozinha apresentar aumento nos preços

23/11/2020 08h58
Por: Ricardo Chaves

Por Itasat

Depois de diversos produtos dispararem no supermercado, como óleo, arroz, frutas e verduras, agora é a vez do gás de cozinha apresentar aumento nos preços.

De acordo com o site de pesquisa Mercado Mineiro, a alta passa de 5% no botijão para ser entregue no próprio bairro. Antes, o produto custava em média R$ 76,55 e agora subiu para R$ 80,59, tendo um aumento de 5,28% em três meses.

O botijão entregue na portaria teve um aumento de 5,72%, subindo de R$ 69,84 para R$ 73,84, em média. Já o cilindro, quando buscado na portaria, subiu de R$ 308 para R$ 317, uma diferença de 2,95%. Quando entregue no próprio bairro, o cilindro passou de R$ 324 pelo preço médio de R$ 334.

Com todos os aumentos de produtos, o consumidor precisa cada dia mais pesquisar, como alerta o diretor do Mercado Mineiro, Feliciano Abreu.

"O mesmo produto pode ter o preço variado e essas variações chegaram a 52%, por exemplo. Por isso, é importante pesquisar", afirma. 

A pesquisa completa, com valores e endereços, está disponível no site Mercado Mineiro: http://mercadomineiro.com.br/