Principal 1
Sete Lagoas
Principal 3
novo super
Novo Sete
Anuncio ramises
Principal 5
Principal 4
Principal 6
Principal 2
Fique atento!

Atenção motoristas: 598 novos radares de velocidade nas rodovias estaduais de Minas

Equipamentos de fiscalização eletrônica vão passar dos atuais 467 para 1.065, anunciou o Governo

15/09/2021 16h06
Por: Redação

As rodovias estaduais de Minas Gerais vão ganhar 598 novos radares. Todos os equipamentos, conforme anunciou o governo nesta quarta-feira (15), serão de controle de velocidade. Hoje, as estradas gerenciadas pelo Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem (DER-MG) possuem 467 pontos com radares e, com os novos, esse número vai saltar para 1.065 pontos. Mas, por enquanto, ainda não há previsão de quando os outros equipamentos vão entrar em operação.

O DER informou que nesta semana concluiu a concorrência pública e fechou os contratos com a empresa que ficará responsável por instalar, operar e que vai fazer a manutenção dos equipamentos novos e os já existentes. "Neste primeiro momento, os trabalhos estão voltados para a continuidade do monitoramento dos locais onde já havia equipamentos e para a atualização e implementação de tecnologias previstas nos novos contratos", explicou o órgão.
 
Nas próximas semanas, o DER vai pedir à empresa contratada a realização dos levantamentos necessários para instalação dos radares nos novos locais. "Tão logo seja garantida a continuidade das ações, o Departamento passará a expandir os pontos, sendo que a entrada em operação dos novos radares só acontecerá, como de costume, após ampla divulgação dos locais, em modo educativo dias antes do início definitivo", detalhou.
 
Diretor-geral do DER, Robson Santana comentou que a ampliação dos radares vai aumentar a segurança da população. “Com a ampliação dos contratos de fiscalização eletrônica de velocidade, além de inibirmos o desrespeito à lei em um número maior de rodovias, estamos contribuindo para o aumento da segurança viária nos trechos sob a responsabilidade do Estado", declarou.

Os investimentos são de R$ 104 milhões para os primeiros 30 meses de contrato, que podem ser prorrogados por igual período, detalhou o diretor-geral.