Anuncio ramises
banner topo
novo super
unifem 1
Principal 5
Principal 2
Principal 1
Principal 3
Principal 4
outubro rosa
Principal 6
unifem novo
economia reagindo

Sete Lagoas vê retomada da economia com abertura de empresas e geração de empregos em 2021

Os registros oficiais mostram que a economia de Sete Lagoas está reagindo muito bem após os meses mais críticos da pandemia

17/09/2021 12h43Atualizado há 1 mês
Por: Ricardo Chaves

Por Ascom Prefeitura

Depois de um 2020 com muitas demissões e empresas encerrando as atividades em função da pandemia da Covid-19, o ano de 2021 vem apresentando saldo positivo na economia de Sete Lagoas, fruto do avanço da vacinação na cidade e, também, da desburocratização e apoio da Prefeitura de Sete Lagoas junto aos empreendedores locais.

De janeiro a julho de 2021, Sete Lagoas criou 3.499 vagas líquidas (diferença entre demissões e contratações) com carteira assinada, segundo dados do Caged Nacional. No mesmo período, de acordo com o Sebrae local, 1.650 registros de microempreendedor individual (MEI) foram criados. Já a Sala Mineira do Empreendedor de Sete Lagoas, onde também funciona a Junta Comercial, registrou a criação de 629 novos CNPJs nos primeiros sete meses desse ano.

Comparando com o mesmo período do ano passado, Sete Lagoas perdeu 2.455 postos de trabalho com carteira assinada entre janeiro e julho de 2020. Desta forma, é possível observar que, além de recompor a mão de obra perdida durante a pandemia, a cidade incrementou sua força de trabalho com 1.044 contratações líquidas. Como exemplo, apenas a CNH Industrial (Iveco), nos últimos meses contratou 822 funcionários para reforçar a produção de sua fábrica na cidade e, atualmente, emprega cerca de dois mil trabalhadores.

Já em relação aos microempreendedores individuais, 2020 teve um primeiro semestre com 1.174 registros, enquanto o primeiro semestre de 2021 registrou 1.468 novos MEIs, um aumento de 25%, segundo dados do Sebrae. A criação de CNPJs não ficou atrás, na comparação entre os períodos. De janeiro a julho de 2020 foram 428 pedidos registrados na Sala Mineira do Empreendedor, contra 629 novas inscrições de empresas em 2021, um aumento de 47%.

De acordo com o secretário municipal de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico e Turismo, Edmundo Diniz, o reaquecimento da economia local reflete, também, as recentes ações do Município na desburocratização de processos para a abertura de empresas. "Mesmo antes da pandemia já desenvolvíamos ações nesse sentido, com vários serviços da Central do Contribuinte sendo disponibilizados online. Também temos atualmente uma equipe da Prefeitura sendo treinada pelo Sebrae para atrair mais investimentos. Somos uma gestão amiga do empresário, de quem quer investir na cidade", afirma.

Para o prefeito Duílio de Castro, com a pandemia controlada no município e a retomada das atividades econômicas, a partir de agora Sete Lagoas pode viver um boom de desenvolvimento econômico e social. "Durante toda a pandemia tomamos medidas por vezes amargas, mas necessárias naquele momento. Agora, é hora de trabalhar muito, atrair mais empresas e oferecer condições para que as empresas já existentes possam se desenvolver, gerando riqueza e renda para nossa população", acredita o prefeito.