Principal 3
Principal 6
banner topo
Principal 4
novo super
Principal 2
Principal 5
Anuncio ramises
outubro rosa
Principal 1
unifem 1
unifem novo
Brasileirão

CBF diz que não há irregularidade de Pedro Henrique no Sport, que pode não perder pontos

Nove clubes da Série A do Brasileiro ingressaram no Superior Tribunal de Justiça Desportiva com uma Notícia de Infração

13/10/2021 10h20Atualizado há 1 semana
Por: Ricardo Chaves

Por Itasat

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) enviou um ofício ao Sport dizendo que não há irregularidade na utilização do zagueiro Pedro Henrique no Campeonato Brasileiro. O posicionamento ocorre após o time pernambucano suspeitar de possível irregularidade na entrada do jogador em campo. 

No ofício, a CBF explicou os motivos que a levaram descartar a irregularidade. “Entendemos que, no caso específico objeto da presente consulta, em razão da prevalência do REC, pelas razões acima descritas, deve ser considerada a atuação do atleta Pedro Henrique Alves Santana pelo Internacional em cinco partidas no Campeonato Brasileiro da Série A 2021, de modo que não há irregularidade em sua transferência ao Sport Club do Recife”.

Contratado junto ao Internacional para a sequência do Brasileirão, Pedro Henrique, que já havia feito cinco jogos pela equipe gaúcha e esteve nove vezes no banco de reservas do time colorado. Mas, em duas dessas oportunidades, ele tomou cartão amarelo, o que caracteriza presença de jogo e não poderia mais atuar por nenhum clube da Série A, uma vez que um atleta só pode fazer até seis jogos oficiais por uma equipe antes de se transferir.

O Sport pode ser punido com a perda de três pontos e mais a pontuação obtida nas partidas em que Pedro Henrique foi a campo com a camisa rubro-negra, de acordo com o Art. 214 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). Os advogados do clube trabalham para evitar a penalização no campeonato.A suposta irregularidade teria ocorrido após o zagueiro Pedro Henrique disputar cinco jogos pelo Internacional e receber cartão amarelo em duas partidas, quando estava no banco de reservas. O que totalizaria sete jogos, número que não permite um atleta atuar por outra equipe no Campeonato Brasileiro, conforme o Artigo 43 do Regulamento Geral de Competições (RGC).

CLUBES ENTRAM COM AÇÃO

Nove clubes da Série A do Campeonato Brasileiro, entre eles o América, ingressaram no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) com uma Notícia de Infração. O pedido é assinado, além do Coelho, por Atlético Goianiense, Bahia, Ceará, Chapecoense, Cuiabá, Grêmio, Juventude e Santos.