Principal 1
Principal 4
Principal 3
Principal 6
Principal 2
novo super
Principal 5
unifem novo
Anuncio ramises
Folia em Debate

Carnaval em 2022: governo de Minas cria Câmara Técnica para planejamento

Folia no próximo ano segue como indefinição para cidades mineiras, que tem novo avanço da covid-19

26/11/2021 09h27
Por: Redação

Por Itasat

O Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo, criará uma Câmara Técnica para tratar sobre o Carnaval de 2022. A realização da festa, com apoio do poder público, segue como indefinição nas prefeituras mineiras em meio à melhora dos indicadores na pandemia de covid-19. 

Gestores temem que as aglomerações, geradas pelo evento, possam impulsionar nova onda de casos. Apesar de, em todo estado, ter sido disponibilizado as duas doses para os adultos, há resistência de alguns sobre tomar o imunizante. 

Outros órgãos vão fazer parte da criação da Câmara Técnica, como a Secretaria de Estado da Saúde e o programa Minas Consciente. A ideia é fazer um planejamento do Carnaval para o ano que vem, mas sem uma data definida, explica o secretário de estado de cultura e turismo de Minas Gerais Leônidas Oliveira.

"Se será no próprio Carnaval, se dois meses depois, se vai ser um Carnaval temporão, mas faremos um planejamento, inclusive, para pensarmos em captação de recursos, para analisarmos a situação dos blocos em todo o estado de Minas Gerais, em especial em Belo Horizonte", afirmou. 

O secretário diz ter expectativas positivas sobre a realização do evento. "Nossa expectativa é que haja Carnaval. Os números da saúde de Minas Gerais apontam que pode haver", ressaltou. 

Carnaval tem sido um tema polêmico em quase todo o Brasil. O presidente Jair Bolsonaro disse que é contra a realização do evento no ano que vem, mas deixou claro que a decisão será dos governadores e prefeitos o governador aqui de Minas Romeu Zema afirmou em entrevista exclusiva à Itatiaia na última quarta-feira que o carnaval ainda é uma incógnita no estado.

Em Belo Horizonte, o prefeito Alexandre Kalil (PSD) decidiu que o município não irá patrocinar os festejos, após nota técnica do Comitê de Enfrentamento à Covid-19. A prefeitura informou que manterá seus serviços à população da cidade durante o carnaval, garantindo segurança, saúde, e mobilidade, "respeitando as manifestações espontâneas, porém, sem investimentos em estruturas".