Locmaqfer
Dinheiro por Jóias
Espetbet
Loctem
Breno Campolina
Chama!!!
Casa da Arte
Auto Rodas
Espetbet dois
Agrotop 3
Almix
Arnaldo Radiadores
Cooperlíder Proteção Veicular
IPTU PRORROGADO
Sicoob
Torneamento São Geraldo
Motociclista use capacete
Ramses
Ronaldo Cardans
Ótima
Digital Graph
Quality Ópticas
Homeopatia São Lucas
Espetbet três
Escritório Jucema
Ótica Pontual
Otica Santa Luzia
imagem impressionant

Tempestade de areia deixa milhares de hospitalizados no Iraque

Aeroportos tiveram que suspender operação por causa dos efeitos da tempestade de areia

17/05/2022 11h34
Por: Redação

Por Itasat

Os iraquianos acordaram, nesta segunda-feira (16), com uma nova tempestade de areia que levou mais de 4.000 pessoas aos hospitais por problemas respiratórios e obrigou a fechar aeroportos e administrações públicas, assim como a suspender exames em escolas e universidades. 

Na manhã de ontem, os telhados da cidade, os carros estacionados nas ruas e até os móveis das casas estavam cobertos por uma fina camada de areia ocre, constataram jornalistas da AFP. A espessa nuvem de poeira dificultava a visão a apenas poucos metros de distância. 

Pelo menos "4.000 casos de asfixia" foram registrados em hospitais, relatou o porta-voz do Ministério da Saúde, Seif al Badr, em um comunicado.

Devido a uma "visibilidade de 300 metros", a autoridade aeroportuária de Bagdá anunciou "o fechamento do espaço aéreo e a interrupção do tráfego no aeroporto" durante todo dia, informou a agência oficial de notícias INA. 

Os aeroportos de Najaf (sul) e Suleimaniya (norte) também foram fechados durante o dia, acrescentou a mesma fonte. 

Pelo menos sete das 18 províncias do país anunciaram o fechamento de repartições públicas, salvo no caso da área de saúde. 

Todas as escolas do país foram fechadas, e as provas, adiadas para terça-feira, anunciou o Ministério da Educação. 

A última tempestade desse tipo causou problemas respiratórios em uma parte da população, deixou um morto, e mais de 5.000 pessoas tiveram de receber atendimento médico em hospitais.

A tempestade se dissipará gradualmente a partir desta segunda-feira à noite, de acordo com o serviço meteorológico. 

Desde meados de abril, foram oito tempestades similares no Iraque, considerado um dos cinco países do mundo mais vulneráveis aos efeitos da mudança climática e da desertificação.

Para lutar contra este fenômeno, as autoridades propõem plantar florestas que funcionem como corta-ventos.