Carioca
Homeopatia São Lucas
Clinica Dois
Espetbet 4
Chama!!!
Espetbet
Ótima
Loctem dois
Espetbet dois
Dinheiro por Jóias
Sicoob
Casa da Arte
Forte vidros dois
Escritório Jucema
Digital Graph
Auto Rodas
Breno Campolina
Espetbet 6
Agrotop Novo
Otica Santa Luzia
Espetbet 1
Cooperlíder Proteção Veicular
Ótica Pontual
Ramses
Torneamento São Geraldo
Espetbet três
Quality Optcas
Arnaldo Radiadores
Atualização

Justiça mantém preso membro de quadrilha que atacou banco em Itajubá

Juiz reconsiderou decisão após recurso do MPF; decisão foi publicada nesta segunda-feira (27)

27/06/2022 12h29
Por: Redação

Com Itasat

O Ministério Público Federal (MPF) recorreu da decisão de liberdade provisória do homem, de 33 anos, membro da quadrilha do “Novo Cangaço”, que atacou uma agência bancária em Itajubá, no Sul de Minas Gerais. O suspeito iria ser solto nesta segunda-feira (27), após decisão do juiz da 2ª Vara Federal e Criminal de Pouso Alegre, Gustavo Moreira Mazzilli, que entendeu que a ação dele foi de “menor periculosidade”. O homem era responsável por repassar informações para o bando enquanto vigiava estrategicamente a ação de policiais. 

“O MPF recorreu na sexta-feira (24) e o Juízo da 2ª Vara Federal de Pouso Alegre acatou hoje (27), o recurso do MPF, reconsiderou a decisão anterior e, atendendo nosso pedido, decretou a prisão preventiva do investigado”, destacou o MPF. 

O suspeito foi preso na última sexta-feira (24), dois dias após a quadrilha aterrorizar a cidade de menos de 100 mil habitantes. O grupo entrou com fuzis e explosivos em um banco do município com o objetivo de levar o cofre da agência. 

Na ação, eles atacaram um Batalhão da Polícia Militar (PM) para atrapalhar o trabalho dos agentes. Na ocasião, cinco pessoas ficaram feridas. O olheiro, que é de São Paulo, teve prisão preventiva pedida pelo MPF após confessar participação no crime.

Vale lembrar que, no último sábado (25), a Polícia Civil de São Paulo apreendeu um arsenal de guerra que pode ter sido usado pelos criminosos na cidade mineira.