Escritório Jucema
Loctem dois
Espetbet 1
Clinica Dois
Chama!!!
Arnaldo Radiadores
Agro loc
Sicoob
Ótima
Breno Campolina
Loc moral
Carioca
Torneamento São Geraldo
Agrotop Novo
Ramses
Digital Graph
Ótica Pontual
RR MÍDIA 3
Cooperlíder Proteção Veicular
Loc moral 3
Espetbet 6
Otica Santa Luzia
Espetbet
Espetbet três
Espetbet dois
Forte vidros dois
Espetbet 4
RR 2023 02
Homeopatia São Lucas
Auto Rodas
Ronaldo Cardans
Entretenimento

Livro expõe lado "tóxico" do empreendedorismo a partir de relatos e casos reais

Empresário da área de marketing lança livro que critica utopias sobre a vivência empresarial. Fugindo da rota comum dos livros de negócios, "Como s...

24/01/2023 10h40
Por: Redação
Fonte: Agência Dino
Fabrikasimf - Freepik
Fabrikasimf - Freepik

Com o objetivo de suscitar uma visão mais realista do ato de empreender, Ian Castro lança o livro "Como ser mais que um Empreendedor Medíocre: um guia (cínico) de sobrevivência ao empreendedorismo tóxico". Baseado em situações e diálogos reais protagonizados pelo autor, a obra traça o perfil de diferentes tipos de empreendedores e oferece orientações para estabelecer boas relações comerciais com eles.

Em 2022, aproximadamente 2,7 milhões de empresas foram abertas, de acordo com o Painel Mapa de Empresas, publicado no portal Gov.br. Diante deste cenário, o autor se mostra preocupado com o preparo destes novos empreendedores para lidar com situações impostas pelo mercado – que, segundo ele, nem sempre são favoráveis.

"Uma vez que, hoje em dia, se discute absolutamente tudo e mais um pouco sobre empreendedorismo, da busca por sentido até a quantidade de 'dígitos' que seu negócio pode fazer em cinco dias, achei que alguém deveria expor e discutir também a mediocridade no empreendedorismo – sem grandes expectativas", desabafa Castro.

A partir de casos vivenciados por ele, o autor define o que chama de "Empreendedores Medíocres" e os tipifica a partir de um sistema de classificação original, relatando: exemplos práticos de suas atitudes, orientações como identificá-los e dicas para o leitor lidar com eles. De acordo com o autor, a obra visa reduzir "reuniões improdutivas, incontáveis horas de ligações desnecessárias e muitas horas de trabalho menosprezadas".

Castro ainda destaca que, em função da desinformação sobre empreendedorismo, sua própria trajetória profissional foi repleta de erros evitáveis. Por isso, ele não tem a "pretensão de se mostrar melhor que outros empreendedores, mas a intenção de prover ferramentas para que eles possam selecionar melhor as pessoas com as quais iniciam uma relação comercial e, principalmente, conduzir essas relações de forma mais saudável."

Ainda segundo o autor, o livro deve ser tratado "não apenas como um manual de instruções, mas também como um guia de sobrevivência", sua função é estimular o empreendedor brasileiro e contribuir para que o número de empresas extintas em 2023 seja menor que as 137.250 auferidas pelo Painel Mapa de Empresas em 2022.