Chama!!!
Coperlidere
RR MÍDIA 3
Câmara dos Deputados

Gestores baianos apresentam potencial do estado na produção de energia limpa

Vinicius Loures/Câmara dos Deputados O relator da comissão, deputado Bacelar O vice-governador da Bahia, Geraldo Júnior, disse que o estado pode ...

19/09/2023 12h50
Por: Redação
Fonte: Agência Câmara de Notícias
O relator da comissão, deputado Bacelar - (Foto: Vinicius Loures/Câmara dos Deputados)
O relator da comissão, deputado Bacelar - (Foto: Vinicius Loures/Câmara dos Deputados)

O vice-governador da Bahia, Geraldo Júnior, disse que o estado pode chegar a produzir 60 milhões de toneladas de hidrogênio verde, mas para isso precisará de incentivos para desenvolver novas tecnologias. Ele participou de encontro promovido pela comissão especial da Câmara dos Deputados sobre transição energética realizado em Salvador na última sexta-feira (15).

O relator da comissão, deputado Bacelar (PV-BA), disse aos participantes da reunião que o colegiado está trabalhando para construir um marco legal abrangente para o setor.

Liderança baiana
Bacelar ressaltou o protagonismo baiano na produção de energia renovável. "O tema é de extremo interesse da Bahia, que hoje já é líder nacional em produção de energia eólica, com cerca de 250 parques instalados no estado”, afirmou.

O estado também é um dos líderes na geração de energia solar fotovoltaica, com 47 parques ativos. Renovar a matriz energética “significa elevar e muito as possibilidades de geração de emprego e renda dos baianos”, disse Bacelar.

Hidrogênio verde
O secretário de Desenvolvimento Econômico do estado, Angelo Almeida, lembrou que a Bahia foi o primeiro estado do Brasil a implementar um plano para a indústria de hidrogênio verde.

“É no Nordeste e, principalmente, na Bahia que o mundo encontrará energia limpa, abundante, segura e barata para tornar realidade o hidrogênio verde como combustível do futuro”, afirmou.

O evento contou ainda com participação deputados federais, secretários estaduais, prefeitos e vereadores de municípios baianos.