Principal 5
Principal 6
Covid Sete Lagoas
Principal 1
Principal 3
Principal 4
Principal 2
Baixa procura

Autoescolas de Minas Gerais registram queda no número de matrículas em 2021

Baixa procura se deve ao fechamento de serviços não essenciais, segundo a categoria

04/05/2021 09h20
Por: Ricardo Chaves

Por Itasat

A procura por autoescolas reduziu neste ano em Minas Gerais. Conforme dados do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), quando comparados os janeiros de 2020 e 2021, a procura pela carteira A reduziu de 3.158 para 1059 e pela carteira B teve queda de 15.064 para 3.903. 

Presidente da Associação das Autoescolas, Daniela Corgozinho argumenta que a nova onda de fechamento de serviços não essenciais desmotivou os interessados em tirar carteira. “O abre e fecha das empresas. As pessoas treinam, preparam-se e, infelizmente, são surpreendidas com o cancelamento dos exames”, avalia. 

Outro motivo apontado por Daniela é o auxílio emergencial. Ano passado, o governo federal pagou o benefício de R$ 600 para quem perdeu renda na pandemia. Em 2021, o número de beneficiários reduziu — e o valor pago também. 

Por meio de nota, o Detran disse que municípios na Onda Vermelha foram autorizado a retornar os exames de direção e prática de direção veicular para todas as categorias com atendimentos reduzidos. 

Dona de uma autoescola em Belo Horizonte, a empresária Ana Paula Camargo lamenta. “Como proprietária de centro de condutores, o que eu percebi é demanda reprimida das pessoas dentro da autoescola. A população está adiando o sonho de conquistar a carteira de habilitação”, ressalta.