Principal 1
Principal 5
Principal 6
Principal 3
Novo Sete
Principal 2
Sete Lagoas
Anuncio ramises
novo super
Principal 4
Série B

Com gol no fim, Cruzeiro empata com o Goiás no Mineirão na estreia do técnico Mozart

Após gol contra de Joseph no primeiro tempo, Raposa se recuperou, empatou e soma o primeiro ponto na Série B

13/06/2021 09h30
Por: Ricardo Chaves

Por Itasat

O Cruzeiro tentou de tudo para conseguir a primeira vitória na Série B do Brasileirão: novidades na escalação, estreia de técnico e até sal grosso nos gols do Mineirão antes da partida. Mas não adiantou. Em noite infeliz do lateral Joseph, que fez um gol contra improvável, o time celeste ficou no 1 a 1 com o Goiás neste sábado, no Gigante da Pampulha. Marcinho, que estava praticamente fora do clube, fez o gol da Raposa no fim da partida.

Foi a terceira partida sem vitória na Série B. Lanterna, o time celeste conseguiu o primeiro ponto na competição. O começo na segundona é pior que o início de 2020, mesmo considerando a punição de seis pontos da Fifa. A fase do Cruzeiro é tão complicada que, além do gol contra bizarro de Joseph, o time teve um jogador que não atuou expulso: Jadson recebeu o vermelho no banco de reservas após discutir com o árbitro no fim do primeiro tempo.  

Em relação aos dois primeiros jogos, quando era comandado por Felipe Conceição, o Cruzeiro não mostrou evolução, até mesmo porque Mozart não teve tempo para trabalhar.  O time teve mais posse de bola, mas não criou na mesma proporção.  Mesmo assim, insistiu, conseguiu marcar e só não teve melhor sorte porque o goleiro Tadeu estava iluminado e fez defesas incríveis no duelo.

Na próxima rodada o time celeste vai encarar a Ponte Preta, quarta-feira (16), em Campinas. Um dia antes, o Goiás recebe o CRB, no estádio da Serrinha.

Gol contra 

Cruzeiro e Goiás iniciaram o duelo em busca do gol. Logo aos quatro minutos Fábio defendeu chute de David Duarte dentro da área. O Cruzeiro respondeu no minuto seguinte, em chute de Sóbis que o goleiro Tadeu espalmou. 

O duelo seguia aberto, com lances de velocidade dos dois lados. Era lá e cá, com o Goiás apostando nas descidas de Apodi nas costas de Matheus Pereira. Foi em um pela esquerda da defesa celeste que o time esmeraldino chegou ao gol, aos 11 minutos. 

Dieguinho apareceu livre pela esquerda e cruzou na área, que não tinha nenhum jogador do Goiás. Porém, o lateral Joseph tentou recuar de peito para Fábio e jogou contra o patrimônio: 1 a 0, em um lance de total infelicidade. 

O Cruzeiro sentiu o gol. Tanto que o Goiás dominou a maior parte do duelo. Somente após os 30 minutos, o time do técnico Mozart conseguiu voltar para o duelo e criar chances reais de empatar. Na principal delas, o volante Flávio apareceu livre na área após cobrança de falta lateral e testou. Tadeu fez excelente defesa, espalmando a bola para escanteio. 

O Cruzeiro manteve a superioridade até o fim do primeiro, com boa movimentação ofensiva de Guilherme Bissoli, mas não foi o suficiente para evitar a derrota parcial. Antes do apito final, o árbitro Vinicius Furlan ainda expulsou o volante Jadson, que estava entre os reservas do Cruzeiro e reclamou da arbitragem.

Etapa final 

O Cruzeiro voltou para etapa final com a mesma formação, mas não conseguiu manter o jogo ofensivo do final do primeiro tempo. Tanto que aos nove minutos o técnico Mozart fez três mudanças de uma só vez: entraram Felipe Augusto, Marcinho e Matheus Barbosa nos lugares Bissoli, Airton e Joseph. Com isso, o volante Rômulo foi deslocado para a lateral direita.

Mesmo com as mudanças, o Cruzeiro chegou com perigo somente aos 21 e não empatou porque Tadeu fez um ‘milagre’. Marcinho cruzou na área e a bola encontrou Brock, que chutou forte. O goleiro esmeraldino mostrou reflexo e evitou o gol de maneira inacreditável.

O tempo passou a ser outro rival da Raposa no jogo. O técnico Mozart ainda sacou o lateral esquerdo Matheus Oliveira, que fez um péssimo jogo, para colocar o atacante Stênio. Do lado do Goiás, o técnico fechou o time. 

A insistência do Cruzeiro deu resultado aos 43 minutos. Após cruzamento de Felipe Augusto da esquerda, a bola sobrou para Marcinho. O meia, que foi reintegrado ao elenco após a saída de Felipe Conceição, chutou cruzado de esquerda e venceu o goleiro Tadeu: 1 a 1, placar final.

Cruzeiro 1x1 Goiás 

Cruzeiro: Fábio; Joseph (Matheus Barbosa), Ramon, Eduardo Brock e Matheus Pereira (Stênio); Flávio (Adriano), Rômulo e Rafael Sobis; Bruno José, Airton (Felipe Augusto) e Guilherme Bissoli (Marcinho). Técnico: Mozart

Goiás: Tadeu; Apodi, David Duarte, Reynaldo e Hugo; Breno (Rezende), Diego (Vinicius) e Caio Vinícius; Elvis (Luan Dias), Alef Manga (Dadá Belmonte) e Bruno Mezenga (Lucas Black). Técnico: Pintado

Gols: Joseph (contra, aos 11’1ºT) e Marcinho (aos 43’2ºT)

Cartões amarelos: Airton (Cruzeiro); Apodi (Goiás)

Cartão vermelho: Jadson (Cruzeiro)

Motivo: 3ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Data e horário: 12 de junho de 2021 (sábado), às 21h

Árbitro: Vinicius Furlan (SP)

Assistentes: Neuza Ines Back (FIFA/SP) e Luiz Alberto Andrini Nogueira (SP)