Sete Lagoas
Principal 2
novo super
Anuncio ramises
Principal 1
Principal 3
Principal 6
Novo Sete
Principal 5
Principal 4
Galo forte

Atlético tem em 2021 a quarta menor média de gols sofridos da história do Brasileirão por pontos corridos

O time de Cuca sofreu apenas 13 gols nas 19 partidas disputadas neste Brasileirão

14/09/2021 10h03
Por: Ricardo Chaves

Por Itasat

O Atlético chega à metade dos seus jogos no Brasileirão 2021 com a quarta menor média de gols sofridos na história da competição por pontos corridos, que teve a primeira edição disputada em 2003. Vazado apenas 13 vezes nas 19 partidas disputadas até agora, o time do técnico tem média 0,68.

Nas 18 edições anteriores da Série A por pontos corridos, apenas três vezes uma equipe alcançou média de gols sofridos inferior a alcançada pelo time de Cuca até agora.

A melhor marca pertence ao São Paulo, de Muricy Ramalho, que em 2007 foi bicampeão brasileiro em sequência sofrendo apenas 19 gols em 38 rodadas, média de 0,50.

Em 2013, o Corinthians, de Tite, foi vazado 22 vezes (0,57), duas vezes a mais que o Grêmio em 2014, que sofreu 24 gols, média de 0,63.

O número atual do Galo, 0,68, na metade dos jogos que o clube disputará no Brasileirão, é idêntico ao alcançado pelo Palmeiras em 2018.

Metade

Nas 18 edições da Série A por pontos corridos, em nove oportunidades o time campeão teve a melhor defesa. Isso aconteceu com São Paulo (2006 e 2007), Fluminense (2010 e 2012), Corinthians (2011, 2015 e 2017) e Palmeiras (2016 e 2018).

Entre 2003 e 2020, nas 17 participações atleticanas, pois em 2006 o clube disputou a Série B, apenas uma vez alcançou média de gols inferior a 1,00. E foi sob o comando de Cuca, em 2012, quando foi vazado 37 vezes nas 38 rodadas, o que dá a média de 0,97.

Em 2013, ainda com o treinador atual, e 2014, com Levir Culpi, o Atlético sofreu 38 gols nas 38 partidas disputadas no Brasileirão.

Os piores desempenhos defensivos do Galo no Brasileirão foram em 2010 e 2011, anos em que brigou contra o rebaixamento e teve médias de gols sofridos de 1,68 e 1,57, respectivamente. Em 2008 também o clube teve média de 1,57.

No ano do rebaixamento à Série B, em 2005, foram 59 gols sofridos em 42 partidas, com média de 1,40.