Principal 3
outubro rosa
Principal 1
novo super
Anuncio ramises
Principal 2
unifem novo
Principal 6
Principal 5
unifem 1
Principal 4
banner topo
Galo x Peixe

Cuca cita responsabilidade do VAR em lance de Zaracho: ‘Pênalti fácil de marcar’

Árbitro Paulo Roberto Alves Junior carregou na súmula contra Rodrigo Caetano

14/10/2021 10h54
Por: Ricardo Chaves

Por Itasat

O técnico Cuca evitou polemizar sobre o pênalti não marcado para o Atlético no duelo contra o Santos, na noite dessa quarta-feira (13), no Mineirão, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. No entanto, o comandante considera que era uma situação para intervenção do VAR. 

O lance ocorreu no primeiro tempo, quando o duelo, que terminou 3 a 1 para o Galo, estava zero a zero. O argentino foi puxando dentro da área, mas nada foi marcado.

“O lance do Zaracho foi muito claro. Puxaram a camisa do Zaracho e era um pênalti fácil de marcar e ele não foi nem chamado (pelo VAR). Então não podemos pôr a responsabilidade só no árbitro. Mas o importante é que vencemos, é um jogo muito difícil”, disse Cuca ao ser questionado sobre o lance.

Atleticanos também reclamaram de outro possível pênalti não marcado na primeira etapa. Nesse caso, Dylan foi tocado pelo marcador em uma disputa de bola.

Súmula 

O árbitro Paulo Roberto Alves Junior carregou na súmula. Ele escreveu que o diretor de futebol do Atlético, Rodrigo Caetano, deu socos e pontapés na porta da sala de operações do VAR, aos 41 minutos do primeiro tempo e disse: "Seus ladrões, parem de roubar, nós não vamos aceitar isto".

Auxiliar de Cuca, Eudes Pedro também foi citado na súmula. Ele teria gritado: "Aqui ninguém vai nos roubar".

Paulo Roberto Alves Junior destacou no documento do jogo que se sentiu ofendido "na honra e moral". O caso será analisado pela Procuradoria do STJD, que pode denunciar Eudes e Rodrigo Caetano.