unifem novo
Principal 3
novo super
Anuncio ramises
Principal 6
Principal 4
Principal 2
Principal 5
Principal 1
Reunião com elenco

Cruzeiro: presidente diz que conversa com atletas foi ‘muito boa’, mas não prometeu pagar salários

Sérgio Rodrigues fez um pronunciamento nesta sexta-feira, após reunião com elenco

16/10/2021 10h03
Por: Ricardo Chaves

Por Itasat

O presidente do Cruzeiro, Sérgio Santos Rodrigues, fez um pronunciamento no fim da tarde desta sexta-feira para explicar como foi o dia na Toca da Raposa II para tratar sobre os salários atrasados, a greve dos jogadores e a busca por recursos junto a empresários. Sobre a reunião com os atletas, o mandatário disse que a conversa foi “muito boa”, mas que não prometeu a eles o pagamento, pois precisa ter um novo encontro com investidores na próxima segunda-feira (18).

“Tivemos reunidos hoje com os jogadores, todo mundo sabe dos problemas do atraso salarial. Obviamente, não é uma questão que a gente quer conviver com ela, a gente já fala disso desde o começo, infelizmente. Todo mundo cita aquela que falei quando cheguei que a responsabilidade era minha a partir de 1º de junho (de 2020). Só que são aqueles detalhes que acontecem, mas a gente não espera. Mostrei os números para os jogadores. O que nós temos de atraso salarial é menos, por exemplo, do que tivemos de bloqueio trabalhista, que são coisas inesperadas”, disse.

“O que eu mostrei para eles foi que, dentro do projeto que a gente se propôs de gestão, analisando única e exclusivamente a nossa gestão, a gente teria esses números compatíveis com tranquilidade para manter os salários em dia. Foi isso que fiz questão de explicar para os jogadores”, continuou.

“Se a gente não consegue manter em dia, obviamente não é porque a gente não quer. Mas estamos correndo atrás de recursos, que mesmo no ano passado, com falta de recursos, a gente bateu recorde de arrecadação na área comercial e que estamos tentando buscar esse planejamento cada vez mais efetivo”, afirmou.

“Inclusive, expliquei que em momento algum temos agora, como se chegou a falar, funcionários com seis meses de salário atrasado. A gente reviu as folhas, mostrou, existe alguma coisa parcial para trás. Mas principalmente dos que ganham menos não existe essa situação. Aliás, os que ganham menos são sempre os que a gente privilegia e tenta até ajudar de forma pessoal também”, acrescentou.

“A nossa conversa foi muito boa. Acho que de hoje até amanhã (sábado) a gente está terminando alguns ajustes para soltar tudo o que foi conversado e o que foi falado de tomada de decisão. Mas a gente segue firme”, prosseguiu.

“Na segunda-feira, nesta outra reunião (com os empresários), eu espero que a gente saia com alguma coisa mais clara em relação aos salários. Foi isso que passei pra eles (jogadores), porque não podemos prometer o que não temos certeza. Mas temos muita convicção que as coisas vão se sair bem. Quinta-feira estarei junto com a delegação, vamos juntos para Florianópolis para tentar buscar mais uma vitória (na partida contra o Avaí, sexta-feira, pela Série B)”, finalizou.