novo super
Principal 4
Principal 2
Principal 5
Principal 1
Anuncio ramises
Principal 3
Principal 6
Alerta à população

Chuvas em Minas: preocupação maior passa a ser risco geológico, diz porta-voz dos Bombeiros

População deve ficar alerta a sinais que possam indicar deslizamentos e desabamentos

12/01/2022 09h37
Por: Redação

Por Itasat

Após dias de volumes significativos de chuvas, principalmente no último fim de semana, a tendência é que as precipitações comecem a dar trégua em Minas Gerais. Em meio a cidades ainda contabilizando prejuízos causados por cheias de rios e alagamentos, a população deve permanecer atenta a ocorrências relacionadas ao risco geológico. 

O alerta é feito pelo tenente Pedro Aihara, porta-voz do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais. "Por mais que a quantidade de chuva diminua, como o solo está saturado de água. É justamente nesses momentos que deslizamentos, desmoronamentos e desabamentos podem acontecer", explica. 

O tenente adverte quem mora próximo à área de risco. "Se você vê que próximo a sua casa tem um barranco que está se movimentando, se você observar rachaduras, atenção deve ser redobrada. O mais adequado é acionar a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros para vistorias e deixar a residência", prossegue. 

Cidades 

Ainda segundo Aihara, a situação de cidades que sofrem com cheias dos rios também seguem sendo monitoradas de perto pelos Bombeiros. Na lista, estão Raposos, Sabará e Santa Luzia, com a elevação do nível do Rio das Velhas, e Brumadinho, com a cheia do Rio Paraopeba. 

"Basicamente as cidades que têm ocupação urbana próximas às calhas dos rios. São as cidades que podem demandar atendimentos mais urgentes, justamente devido à existência das comunidades que são imediatamente afetadas pelas cheias", completa.