Ramses
Ótima
Loctem
Otica Santa Luzia
Auto Rodas
Dinheiro por Jóias
Cooperlíder Proteção Veicular
Evite Queimadas!
Helton Vidro Car
IPTU PRORROGADO
Torneamento São Geraldo
Ronaldo Cardans
Sicoob
Motociclista use capacete
Cartão de Todos
Escritório Jucema
Breno Campolina
Casa da Arte
Forte Vidros
Quality Ópticas
Digital Graph
Locmaqfer
Ótica Pontual
Almix
Chama!!!
Arnaldo Radiadores
Homeopatia São Lucas
ELEIÇÕES

TSE encerra testes com hackers e afirma que urnas eletrônicas são seguras

Para os testes, tribunal convidou especialistas, incluindo peritos da Polícia Federal

14/05/2022 10h08
Por: Redação

Por Itasat

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) realizou nesta sexta-feira, 13, um teste de segurança das urnas eletrônicas que serão utilizadas nas eleições deste ano. Segundo a Corte, os equipamentos foram submetidos a tentativas de invasão do sistema mas não foi detectada nenhuma falha.

Para o chamado Teste Público de Segurança (TPS), o tribunal convidou especialistas, incluindo peritos da Polícia Federal. Desde o início da semana, eles vinham executando operações para testar a confiabilidade das urnas. O procedimento já fora adotado em outras eleições. Este ano, no entanto, reforça o discurso da Corte Eleitoral que enfrenta severas críticas do presidente Jair Bolsonaro. Mesmo sem provas, ele levanta suspeitas sobre a segurança do processo de votação e totalização comandado pelo TSE.

No ano passado, a PF já havia feito levantamento em todos os inquéritos abertos desde 1996 e nada foi encontrado que pudesse pôr em dúvida a segurança das urnas. Os casos de irregularidades remontam às eleições em que se usava a cédula de papel.

Segundo o TSE, a bateria de testes de segurança encerrada hoje deu sequência a procedimento semelhante realizado no ano passado. participaram desta edição, 26 especialistas. "Ao final do teste, sem contestação à excelência técnica das equipes, nenhum dos grupos obteve sucesso que comprometesse a violação da integridade ou o sigilo dos votos em uma eleição", informou o tribunal.

Nos "ataques" simulados esta semana, foram feitas tentativas de violação dos votos registrados nas urnas, no sistema de transmissão entre outros. Apesar de o TSE informar que as tentativas não conseguiram colocar em risco a segurança da votação, o trabalho dos especialistas servirá para aperfeiçoar as medidas de segurança.